Brûlée de maracujá

10 Comments

brulee de maracujá-2Eu amo coisas cremosas: mingau da minha mãe – que é como um creme inglês, iogurte principalmente o grego, creme catalão, pudim de leite condensado, panna cotta, sorvete, purê de batata ou de qualquer outro sabor, creme inglês, curau, e cremè brûlèe.  A sensação que se tem quando se põe a colher na boca, toda aquela cremosidade,  é algo que me acalenta. No inverno me concentro nos cremosos quentes com mingau, creme inglês. Já quando a temperatura melhora e fica mais quentinho me concentro em panna cotta, creme brûlèe. Sorvete não têm estação.

Crème brûlèe é um favorito pois além da cremosidade tem duas texturas e temperaturas. A parte cremosa é gelada, e o bruûlèe é mais morninho e crocante.  Vivo atrás de uma variação: ruibarbo, canela, café,  cardamomo. Parece mais uma obsessão. Quando vi esta receita de maracujá em que  a geléia é um dos ingredientes quis logo fazer. Só a substituí pelo curd que tinha em casa, pois não tinha geléia.
A origem é discutível. Em literatura  francesa se diz que a primeira referência a crème brûlée é francesa. Por sua vez historiadores respeitados ingleses dizem que a origem é inglesa, mais especificamente do Trinity College em Cambridge.  É uma aréa de pouca claridade. Para mim o que realmente importa é que é delicioso. E que quando eu peça um CB não me sirvam creme catalana. Fico louca de raiva quando peço um e me dão o outro.

brulee de maracujá-5Há muitas receitas em que se esquenta o leite e creme antes de misturá-los com os ovos e açúcar. E também não se assa o CB em banho maria e em temperatura de mais de 150o C.  O leite e creme de leite são somente misturados e depois acrescentados à mistura com o ovo e açúcar ainda frios. A temperatura do forno é baixa, e o tempo no forno é longo. O creme cozinha lentamente. O resultado é um prato bem gostoso, com o leve azedinho do maracujá cortando um pouco a doçura do creme. Deixei na geladeira para esfriar por umas 6 horas. Cobri as tigelas com papel filme tomando cuidado para que o papel filme ficasse bem junto da superfície e desta forma evitar condensação. Na hora em que tirei para servir fiz o brûlée. Ao fazer o meu brûlée ponho uma camada de açúcar, e depois ponho outra por cima e repito o processo. Isto me dá uma boa crosta no crème.

brulee de maracujá-4Outras receitas de crème brûlée:

Esta receita é de Nicolas Vahé.  Reduzi os ingredientes pela metade da receita original. Ela me rendeu 3 potinhos dos da foto. O diâmetro da boca da tigela é de 11 cm, mas afunila. É importante que a vasilha do creme brulée seja rasa.

Ingredients:

Instructions:

* usei o que na Grã-bretanha se chama de whipping cream. O teor de gordura do que eu uso é 38%.

Pre-aqueça o forno – 100oC. Separe as vasilhas em que for assar os brûlèes.

Coloque o curd de maracujá ou a geléia em uma tigela, seguido das gemas, e do açúcar. Bata tudo bem batido. Em uma outra vasilha misture o creme de leite fresco e leite, misture para incorporar e transfira para a tigela com o resto da mistura, e mexa tudo bem até ficar com uma mistura uniforme. Transfira a mistura para as vasilhas em que for assá-las.Leve ao forno por algo entre 40 minutos inicialmente. A receita original dizia 40 mas tive que assar as minhas por mais um pouquinho. Talvez por não ter usado tigelas rasas e sim um pouco fundas. O creme vai estar firme mas com um leve tremor no centro. Retire do forno quando pronto e deixe esfriar completamente. Uma vez frio leve à geladeira por pelo menos duas horas antes de servir. Só coloque o açúcar para ser queimado bem na hora de servir.

10 Comments
  • Fabricia

    Responder

    Tina querida que delicia … Tb amo creminhos … Muito mais do que bolo … querida espero que nossos dilemas se resolvam em breve … Coragem para ti. Bjs

  • Cristina

    Responder

    Querida Valentina, fiquei encantada com o sabor que essa sobremesa deve ter, adoro essa textura suave e o azedinho do maracujá, hummm…já está na minha lista!
    Um ótimo domingo p vc!!

  • Moira

    Responder

    Oi Valentina!
    Só o nome já me deixou com água na boca, não vai ter jeito de resistir a essa delícia por muito tempo 🙂
    Bj

  • Gina

    Responder

    Olá Valentina.
    Saudades, ando meio sumida……
    Adoro CB, mas ainda não comi de maracujá, ficou muito bonito, de dar água na boca.
    Adorei também os bolinhos de abobrinha e ricota,isto sem falar da torta de peixe. Os bolinhos serão feitos já para o meu genro vegetariano.
    Como sempre adoro suas receitas.
    Beijinhos

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Fiz uma receita da Donna Hay há muito tempo em que as sementinhas do maracujá iam no caramelo do topo, amiga. Adorei essa sua versão, tão amarelinha! Os potinhos são lindos demais.

  • Maria João Leal

    Responder

    humm… que aspeto delicioso!
    ficou guardada para experimentar! 😉
    bjos

  • Suzana

    Responder

    Amiga, adoro crème brûlèe! E adoro maracujá pelo que a combinação tem de ser um arraso. Quanto a essa história de britânicos e franceses disputarem a origem de qualquer coisa, você sabe como é (risos*)! Nunca vamos descobrir. Mas alguém inventou esta maravilha e essa é a boa notícia. 😉

    Beijos grandes e muitas saudades, querida!

  • Cucchiaio pieno

    Responder

    Querida Valentina
    Também adoro todas as delícias cremosas que você citou!
    Eu também adoro crème brûlèe e imagino o perfume e o sabor dessa receita com maracujá!
    Te desejo uma linda semana.
    Bjim
    Léia

  • Gina

    Responder

    É uma sobremesa que encanta sempre. Com maracujá ainda não fiz, mas o azedinho da fruta deve ter dado um otimo equilíbrio.
    Já viu um cb de abóbora? Segue o link:
    http://www.nacozinhabrasil.com/2010/10/creme-brulee-de-abobora.html
    Bjs, Tina!

  • Jô Mayr Bibas

    Responder

    Lindo a atraente. Mas onde vi um de capuccino que agora não encontro mais?

Leave a Comment