torta de tomates com ricota

16 Comments

Já tinha visto esta receita há muito tempo no livro bills Sydney Food do Bill Granger. E a paquerava. Estava na lista que cresce incessantemente. A lista de ‘Pratos para preparar’. Confesso que primeiramente fui cativada pelo visual. Depois pelos ingredientes: tomate e ricota. A massa da foto era massa folhada, linda, bem douradinha. E tem também receita para se preparar massa folhada. Ideal pois afinal também adoraria fazer a minha própria pois sempre compro a massa folhada pronta. Faço a massa normal, mas a massa folhada nunca.

Estava com uns tomates dando sopa no fim de semana e tinha que usa-los rapidamente, então resolvi que iria fazer a dita cuja. Só que ao invés da massa folhada queria usar uma receita de massa que a Ana do Kitchen Space postou há um tempo. Uma receita que estava me ‘cutucando’. Uma massa bem saudável, e saborosa. Fiquei muito feliz com a minha combinação de massa recheio, pois a torta fica deliciosa.

Ingredientes para o recheio:

2 tomates maduros, cortados em rodelas finas

Sal marinho

2 xícaras de ricota

2 ovos batidos levemente

50ml de creme de leite fresco

¼ xícara de parmesão ralado (confesso que usei ½ xícara)

Uma pitada de noz moscada

Pimenta do reino moída na hora

1 xícara de rúcula ou espinafre rasgada

Pegue os tomates e disponha todos numa peneira. Salpique com sal grosso e deixe escorrer. Ponha a ricota, os ovos, o creme de leite, Parmesão ralado, noz moscada, sal e pimenta do reino numa vasilha e mexa bem. Acrescente a rúcula/espinafre e misture. Coloque a mistura da ricota na geladeira até a hora de usá-la.


Para a massa:


2/3 de milharina/polentina – aprendi com a Cris que estes são o equivalente no Brasil da ‘cornflour’

1/3 xícara de farinha de trigo integral

¼ colher de chá de sal

2 colheres de sopa de manteiga

2 colheres de sopa de óleo vegetal – canola preferencialmente

3 colheres de sopa de água

Pré-aqueça o forno – 180oC. Pegue uma forma redonda de fundo móvel e deixe a mão.

Ponha a farinha de trigo, a milharina/polentina e o sal num processador e pulse para dar uma misturada. Acrescente a manteiga, o óleo e pulse 20 vezes até que a massa fique como bolinhas. . Acrescente a água aos poucos e vá pulsando até você fique como uma massa solta. Você saberá quando atingir a consistência certa. Retire do processador. Pegue a forma de 23cm e salpique com pimenta e sal. Só então espalhe a massa sobre a forma delicadamente, cobrindo bem. Forre a forma com papel alumínio e ponha feijões crus por cima – se você tiver aqueles pezinhos próprios para assar use-os. Ponha no formo por 10 minutos. Retire e remova o alumínio. Pincele a massa com um ovo batido – para selar bem, e leve ao forno por 5 minutos. Retire do forno e deixe esfriar.

Enquanto isso retire o recheio da geladeira. Quando a base estiver fria espalhe o recheio igualmente sobre a massa. Cubra com as rodelas de tomate. Leve ao forno por uns 35 minutos pelo menos – deve ficar dourado e firme. Por fim salpique com a salsinha bem picadinha e pimenta do reino. Sirva assim que esfrie um pouco.

16 Comments
  • Ana

    Responder

    Ja sei, acho q estao confundindo a lateral da torta (que eu imagino ser o recheio de ricota) com a massa…Se ficou como a minha massa de fuba entao ela eh bem fininha eh somente forra o fundo da forma. Ai pelo que me parece a lateral eh feita da ricota mesmo.Nao canso de vir olhar a receita, estou doidinha para fazer Valentina!! hehehe!!Beijos!Ana

  • valentina

    Responder

    Silvia, pelo que sei de ti acho que vais gostar muito desta torta,viu?Fátima , a massa não fica alta. Não conheço a Pizza do pizza hut então não poderia te ajudar. Dá uma olhada no site do Cybercook da UOL. As pessoas lá tem de tudo.Pat, Faça logo pois é boa demais.Ana, obrigada por esta receita tão deliciosa. Logo que a vi no teu site quardei na pastinha : receitas da Ana para experimentar. E ao ver o recheio não tive como resistir a uma oportunidade de ouro.Fer, esta base é super versátil. Vais gostar. Ah, já reitifiquei o meu erro. Que confusão que arrumei. Na Inglaterra polvilho doce é tapioca flour. Não se acha do azedo a não ser em lojas brasileiras ou portuguesas. Precisamos com certeza.Cris, nao conhecia polentina. Já anotei tudo que aprendi contigo.Claudia, acho que a basse esta parecendo massuda pelos comentários mas ela não é de jeito nenhum. Ela é firme e fina. Deliciosa.Eli, espero que sim pois esta receita é tão gostosa.

  • Eliana Scaramal

    Responder

    Que torta mais linda Valentina! Acho que vão vender muita ricota por esses dias. hehehe

  • Cláudia

    Responder

    Belíssima torta Valentina, também acho que ela parece uma panpizza. Fiquei imaginando o cheirinho enquanto assava. Ai que perdição…

  • Cris

    Responder

    Valentina, você me pegou pelo estômago agora, esta semana já fiz cornbread 2 vezes! Isso mesmo, CORNMEAL é o mesmo da nossa polentina, podem usar que dá certinho, fica crocante igual aos bolos americanos de fubá (cornbread). Bjs!

  • fezoca

    Responder

    Valentina, esse eh o tipo de rango que eu AMOOO!Qto ao cornmeal, o que eu digo eh para bater a FARINHA DE MILHO EM FLOCOS no liquidificador ou processador. O fuba ja eh super fino, nao tem parecencia nenhuma com o cornmeal, que eh uma farinha mais grossa, tipo GRITS.Maizena eh cornstarch. Polvilho eh tapioca starch.Precisamos montar um dicionario, port/ingles.. :-))beijos,

  • Ana

    Responder

    Ja tinha achado linda e babado na torta so de olhar a foto. Fora q ricota e tomates sao duas coisas q eu adoooooro! E amo fazer tortas tbem! hehe!Adorei sua ideia de usar a massa de fuba Valentina, eu gostei tanto dessa massa, tenho certeza q deve ter ficado deliciosa com esse recheio q vc usou.Vou fazer essa torta nesses proximos dias, como diz a Karen: sera q da tempo de comprar uma ricotta ainda hoje! hehe!!Beijos!Ana

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Amiga, estou paquerando esta sua torta. Quero muito fazê-la e vai ser logo. Adoro receitas com ricota e combiná-la com tomate e rúcula/espinafre foi o toque de mestre.

  • Maria de Fátima- DF

    Responder

    Lembrou a da Pizza HUT!!Sabe aquela pizza massa alta deles???Eu amo de paixão!!Falar nisso alguém tem uma receita similar??Adoro seu blog muitas sugestões facéis e práticas de fazer.Sucesso!Beijinhos,Maria de Fátima

  • Silvia Arruda

    Responder

    Valentina, que torta lindona!! A massa parece de uma pizza “gordinha” hehehe…Me deu água na boca!!

  • valentina

    Responder

    Marcia querida, e isto mesmo.Seria o fuba mas o nosso fuba e mais grosso,ne?!/ Nao conhecia polentina no Brasil e a Cris ‘e que me contou que ela a usa para fazer bolos com ‘cornmeal’. A Fer disse que uma outra opcao e colocar o fuba no processador e bater para afinar.Karen, espero que consigas.Clarice amiga, esta toda ja e favorita aqui em casa.Vai realmente ser repetida.

  • Akemi

    Responder

    Amiga, este livro do Bill é simplesmente demais! Também fiquei de olho nesta torta na hora! Aliás, TODAS são ótimas!

  • Karen

    Responder

    Será que consigo comprar uma ricota ainda hoje?

  • Marcia

    Responder

    Juliana, o nome cornstarch é para americanos. Para britânicos e australianos é cornflour. Então cornstarch, cornflour e Maizena são o mesmo produto. Todos são amido do grão do milho, chamado “maize” (de onde também que vem o nome da marca brasileira). Mas cornmeal é algo totalmente diferente.

  • Juliana

    Responder

    he he, maizena e cornstratch. acho que nao temos equivalente a cornflour no brasil… temos?

  • Marcia

    Responder

    Valentina, acho que a Polentina é o equivalente ao “cornmeal”, amarelinha. “Cornflour” é branca e fina, equivalente a Maizena, não? Posso estar enganada, mas de qualquer forma essa receita parece excelente!

Leave a Comment