Torta de Nozes com baba-de-moça

8 Comments


Quando estive em São Paulo muito recentemente dei uma passadinha na Livraria Cultura para comprar uns livros e acabei comprando o livro da Carla Pernambuco, Carlota balaio de sabores. Na verdade só havia ido atrás de 1 livro e acabei saindo com vários. Este é um terrível mau hábito que tenho em livrarias. Durante a minha estada quero usar só coisas da terra – livros, receitas.. então vasculhei o balaio e acabei pegando esta receita de torta de nozes para experimentar.

Cozinha dos outros é sempre fonte de aventuras. A da minha mãe tem um forno tão cheio de possibilidades que me perco. E não tem termômetro.Back to basics.

A aventura: como as formas da minha mãe eram bem maiores que 22cm a princípio tentei usar formas de mufins gigantes. Foi um desastre. A massa arriou horrorosamente – acho que nada se arria graciosamente.Fiquei olhando a bichinha crescer linda e faceira, e no momento seguinte num piscar dos olhos literalmente, o centro afundou. Sem aviso prévio. Uma das causas foi eu não estar familiarizada com o forno da minha mãe e a temperatura ter sido um pouco acima da indicada. Também creio que o fato de usar mini formas pede menos tempo de forno, ou temperatura mais baixa. Ao retirar os desastres notei que o centro ainda se encontrava cru. Decidi que apesar do infortúnio iria fazer a torta novamente, pois derrota na cozinha me deixa furiosa – já notaram que fico furiosa com uma certa freqüência. Acabei comprando a forma do tamanho certo. Porém a massa é realmente delicada e na minha experiência se a temperatura for um pouco acima ela logo, logo sucumbirá ao calor e morrerá. Forrei e forma só com uma camada de papel manteiga, mas acho que se fizer esta torta novamente o forrarei duplamente, pois será mais fácil para desinformar – posso estar falando besteira. Sinta-se à vontade para fazer uma correção aqui. Não se assuste se a massa der uma leve arrefecida ao sair do forno e as laterais se encolherem um pouco. Contanto que o centro não arrie completamente está tudo bem. Quando você for cortar a massa ao meio todo o cuidado é pouco, pois êta coisa delicada! E se despencar um pouco não se avexe e pegue os pedacinhos para fazer um remendo na hora de repor a parte de cima. A calda e a baba-de-moça vão camuflar os buracos. Vai uma notinha: esta torta é muito doce. Deveria ter usado só metade da baba-de-moça e ter guardado o resto para usar com outras coisas.

uma forma redonda de 22cm – untada e forrada duplamente com papel manteiga

Massa:

  • 6 claras em neve
  • 6 gemas
  • 1 ½ xícara de açúcar
  • 1 xícara de nozes moídas
  • 6 colheres de sopa de farinha de rosca
  • 3 colheres de sopa de rum

Pré-aqueça o forno – 160°C.

Bata as claras em neve – gosto de acrescentar uma pitada de sal às claras. Depois acrescente as gemas, uma por uma, alternadamente com o açúcar, e bata bem. Incorpore as nozes moídas, a farinha de rosca e o rum, misturando tudo delicadamente à mão. Você vai notar que a massa ficará bem fofa, cheia de bolhas. Transfira tudo para a forma já preparada e leve ao forno por 30 minutos mais ou menos. Fique de olho, pois a massa é muito delicada. Não me canso de repetir como você jâ deve ter notado. Quando o bolo estiver pronto retire do forno e deixe esfriar numa grelha. Só desinforme quando estiver completamente frio. Parta o bolo ao meio.

baba-de-moça

  • 1 xícara de leite de coco
  • 1 ½ xícara de açúcar
  • 2 xícaras de água
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 6 gemas peneiradas
  • 4 cravos-da-índia

Junte a água, o açúcar e os cravos e leve a ponto de fio. Tire do fogo, junte a manteiga e deixe amornar. Misture as gemas ao leite de coco e junte à calda morna, misturando bem. Volte ao fogo médio, mexendo sem parar até o creme engrossar levemente. Resfrie.

Calda

  • ½ xícara de leite
  • 4 colheres de sopa de leite condensado
  • extras
  • 1 xícara de nozes grosseiramente picadas
  • açúcar de confeiteiro

Misture o leite com o leite condensado.

Montagem:

Derrame um pouco da calda sobre a massa e depois espalhe uma camada fina de baba-de-moça por cima. Cubra com o outro disco, umedeça novamente com a calda e espalhe a baba-de-moça restante. Salpique as nozes e polvilhe com açúcar de confeiteiro.Deixe na geladeira por pelo menos 4 horas antes de servir.

Sirva com um copinho com água e uma xícarazinha de café.

8 Comments
  • Ivonne

    Responder

    I wish I could read what you wrote, Valentina! Either way, your dessert looks lovely and rustic!

  • Patricia

    Responder

    Querida Valentina, nem me fale em fúria. Lembra que te contei dos biscoitinhos de chocolate que foram pro lixo? Estou inconformada até agora. :SVc fez bem em insistir na receita, não podemos nos deixar vencer por fornos voluntariosos e forminhas inadequadas. ;DA receita de bolo de amêndoas (ou nozes, avelãs, ou qualquer outra nut) é parecida com essa, inclusive tb leva farinha de rosca.O seu bolo parece delicioso. Ri bastante do detalhe do copinho de água.

  • Fezoca

    Responder

    Valentina, voce esta cozinhando ai? hm, que doce doce!Eu nao vi esse livro pra vender, mas acho que posso comprar online, minha irma traz. beijaooo e nos conte mais dai.

  • Karen

    Responder

    Deve ser bom, mas só comeria um pedacinho, doces muito doces não são a minha praia.

  • Dadivosa

    Responder

    Bem se vê que você teve um ímpeto de bater bolinho… e que bolinho trabalhoso, hein? Me deu uma canseira só de ler sua saga!;***

  • Silvia

    Responder

    Valentina,Adoro o restaurante Carlota, já tinha o primeiro livro da Carla, que me serviu de inspiração pra muitas receitas e resolvi testar uma receita bem básica do Balaio, a de bolo de fubá… segui todas as instruções ao pé da letra mas o bolo afundou de forma épica….rs…quem sabe na próxima, hein? Fica aqui a minha solidariedade…abraço

  • Daniela

    Responder

    Eu faço minhas as palavras da Regina! O Carlota é um restaurante deliciosos e nesta semana ela abriu um outro em que cozinha para pouquíssimas pessoas. Quem sabe numa próxima viagem sua.Beijos

  • Regina

    Responder

    Valentina, eu tbém fico frustrada qdo uma receita desanda :(( Teve um dia dos namorados em q eu e meu marido fomos ao Carlota, enfrentamos uma fila de espera homérica, mas valeu a pena, foi divino! Esse livro dela deve estar cheio de coisas boas! bjs

Leave a Comment