sopa portuguesa da minha mãe

23 Comments

Esta sopa me transporta no tempo. Ao prepará-la minha mente se invade de memórias de refeições com a minha mãe e irmão. Gosto da simplicidade no preparo. Do sabor do coentro, dos ovos, do pão. Não sei porque se chama sopa portuguesa. Com a caída na temperatura tive uma ótima desculpa para prepará-la.

Ingredientes:

2 dentes de alho

1 ramo de coentro – talos e folhas

1 folha de louro

1 cebola cortada

2 tabletes de caldo de legumes/galinha

½ masso de cheiro verde ( salsinha e coentro)

1 pimenta vermelha picada e sem sementes

2 colheres de sopa de azeite de oliva

2 colheres de sopa de suco de limão

6 fais de pão amanhecido

2 colheres de sopa de vinagre

6 ovos

Leve ao fogo 1 ½ litros de água fria, juntamente com um dente de alho, o coentro, o louro e a cebola. Deixe ferver por cinco minutos e dissolva os tabletes de caldo de legumes ou de frango.

Numa tigelinha misture o cheiro verde, a pimenta vermelha, o azeite e o suco de limão para fazer um molho. Reserve.

Esfregue o outro dente de alho em cada fatia de pão e coloque cada fatia no fundo de um prato.

Prepare o ovo pochê; ferva 1/2 xícara de chá de água com vinagre e sal. Coloque o ovo uma tigelinha e transfira delicadamente para a água fervente e cozinhe-o.

Para servir coloque a fatia de pão, coloque um pouco do molho, ponha o ovo por cima, e derrame um pouco do caldo. Sirva imediatamente.

23 Comments
  • bia

    Responder

    a foto desta sopa esta de abrir o apetite ! bjs

  • Valentina

    Responder

    Gente, como te atrasei muito para responder vou colocar só uma resposta. obrigada por todos os comentários e por aprender sobre a origem da sopa.

  • Agdah

    Responder

    Eu adoro sopa. Me lembra infância também. ando meio atarefada e sem tempo de percorrer meus blogs favoritos, mas devagar e sempre.

  • Agdah

    Responder

    Eu adoro sopa. Me lembra infância também. ando meio atarefada e sem tempo de percorrer meus blogs favoritos, mas devagar e sempre.

  • Cris

    Responder

    Amei a sopa, e mais ainda esta foto, que ficou maravilhosa!

  • Michel

    Responder

    Meu regime vai pra longe toda vez que venho aqui. Pura Tentação.

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Gostei tanto desta sopinha, amiga! E esse ovinho por cima fechou com chave de ouro.

  • eu mesma!

    Responder

    Pelos vistos a Célia ficou muito ofendida com os meus comentários, mas presumo que tenha lido a correr, é que eu nunca escrevi que a cozinha alentejana era pobre, mas sim que a região era pobre, no passado! não presentemente! quando ainda nem sequer havia barragens (muito antes do seculo XX) e isso é um facto! e a população dessa região cuja maioria dos seus habitantes era pobre, conseguiu com engenho e arte com os poucos alimentos que na época tinham à disposição e com muitas ervas aromáticas fazer uma cozinha rica. O Alentejo devido à sua aridez de então plantava quase que exclusivamente searas, por isso o pão está quase sempre presente nos pratos de cozinha alentejana.Com o meu comentário nunca pretendi ofender ninguém, nem sequer me passou pela cabeça que tal pudesse acontecer, o meu objectivo foi apenas confirmar que se tratava de uma soppa portuguesa, da região do alentejo e comum em Portugal.

  • Goretti

    Responder

    Essa sopa é de comer e chorar por mais…beijinhos

  • bruna lyrio

    Responder

    Que boas lembranças! Essa sopinha eu tomava na casa do meu avô, quando ia lá dormir. Era o único prato que ele sabia preparar; só que, em vez de fazer o caldo natural, ele usava uma sopa knorr com gosto de cebolinha. Assim, sempre brincávamos de restaurante. Ele se fazia de garçom e me servia a sopinha, com velas à mesa e detalhes assim. Que saudade!Um beijo, Valentina!

  • Akemi

    Responder

    Estou adorando seu cardápio de outono! Uma delícia atrás da outra!

  • Julia Valsecchi

    Responder

    Olha com esse ovinho que é minha fascinação, juro quase me aventurei tarde da noite na cozinha só não fui por força meior de ter cuidado de 4 filhos durante o dia e estar detonadissima ,,,, rsrsrVocê , é um arraso cara juro…Beijos

  • Marcel Miwa & Nina Moori

    Responder

    Acho que todo mundo tem um prato especial, que lembra da casa da mãe (do carinho e conforto), de infância…Vi esta sopa no cardápio de um restaurante português que fui outro dia, mas dispensei porque estava um calor infernal!bjo,Nina.

  • laila

    Responder

    humm que caldinho interessante! comida de mãe! bjos

  • pipoka

    Responder

    que bela sopa alentejana!

  • Nani do Paulo

    Responder

    Eu fiquei babando pena que aqui o calor está demais.Beijos!

  • Célia

    Responder

    A sopa que a Valentina fez a unica coisa que tem que o Alentejo usa bastante é os coentros sendo eu Alentejana , sinto-me um pouco ofendida com o comentario feito por uma blogeira que postou um comentario dizendo que é uma comida pobre o que não é verdade sendo a comida tipica Alentejana considerada uma das mais ricas da Europa devido a quantidade de condimentos que é usada na sua confecção, coentros oregãos, salsa, hortelâ da ribeira e muitos mais.

  • turbolenta

    Responder

    Uma óptima sopa, bem reconfortante para os dias frios que se aproximam.bom resto de semana

  • Anette

    Responder

    Que sopinha boa mesmo…Apetece nesta altura com frio!Beijinhos

  • Dani Toré

    Responder

    Nossa, Valentina, que receita rica em sabores… Adorei!!!Assim que o calor do RJ der trégua vou fazê-la.Bjs

  • Laurinha

    Responder

    Essa sopinha aquece coração e barriguinha!!!Beijinhos,

  • eu mesma!

    Responder

    aqui em Portugal, chama-se sopa alentejana, uma região do país a sul do rio Tejo e da capital Lisboa. Era uma zona muito pobre e árida onde todas as comidas eram feitas á base de pão, os coentros e o alho davam na horta e o ovo das galinhas da capoeira que sempre haviam. É uma sopa portuguessima, muito conhecida aqui.

  • Eliana Scaramal

    Responder

    Amiga que maravilha!! Esse caldinho com coentro e o ovinho amarelhinho o pão aff** Jesuis!!! Delícia!

Leave a Comment