Rolinhos de Papel de Arroz com Pepinos e Ervas

2 Comments

Estive no Vietnã há 6 anos. Fiquei doente – não por causa do Vietnã, mas porque estava em um período de muito estresse no trabalho, e quando rolaram as férias veio tudo a tona. Das ótimas lembranças que tenho está a comida, e os rolinhos ‘primavera’ vietnamitas. Feito com papel de arroz e tão delicados. Só que sempre os pedia fritos. Não eram gordurosos não.Eram bem sequinhos. E eram tão bonsm. Às vezes comia só 12 no almoço. Nada mais, nada menos. Pera lá, eram bem pequenos. Já vi os queixos caídos: ’Meu, a mulher é gulosa’. Sou, não nego. Mas eles realmente eram pequenos e delicados. Tenho imprimidas na memória mil imagens de ‘feiras livres’, em que se via paneiros e paneiros de ervas: hortelã, uma espécie de manjericão asiático.. tudo sempre muito fresco. Depois que voltei da minha viagem procuro ir de vez em quando a Shoreditch, no leste de Londres, aonde se tem uma rua cheia de restaurantes vietnamitas. Só para reviver a viagem através do paladar. Um dia talvez publique minhas fotos aqui, Nos Quatro Cantos do Mundo, blog que divido com a Karen, Clarice e Ana.

Voltando aos rolinhos da receita, vi em um dos livros da Nigella que tenho – maravilhoso presente da minha amiga Sue, uma receita destes rolinhos tão asiáticos, tão delicados. Sempre olhava para a receita, ficava morrendo de inveja da Nigela por tê-los feito tão perfeito. Comprei os ingredientes e hoje finalmente resolvi que tentaria faze-los. Morrendo de medo de dar tudo errado. Ah, por que não os fiz antes? Os sabores da minha viagem ficaram brincando na minha mente a cada mordida. Fiquei parece maluca agradecendo a Deus pelo paladar que tenho, pela oportunidade de estar provando esta comida – não sou muito religiosa não, mas fiquei feliz que só.

O que achei complicado foi enrolar os rolinhos, pois são tão delicados que se partem. Depois de uma tentativa que você não vai ver, pois não fotografei, os rolinhos se rasgaram.. fiquei tão triste.Pensei: ‘Sabia que era muito complicado para mim, não sou muito jeitosa’. Mas depois do pânico que me invade de tempos em tempos resolvi que iria tentar de novo só que desta vez desidratando 2 folhas de rolinho por vez. E não é que deu certo?!? Bárbaro. Depois o desafio é enrolar os bichinhos bem apertadinhos, arrochados como diria a minha avó. Não vou dizer como fiz, deixo aqui cada um para achar o método que melhor da certo para eles. Apesar de longe ainda de como ‘idealizo’ os meus rolinhos, gostei do produto final. Visualmente e a nível de paladar. Tente faze-lo. Procure o molho de peixe tailandês nas lojas de artigos asiáticos. Comi seis. São crus. Não se frita estes belezinhas.

Vou dar a receita mais pelos ingredientes do que pelas proporções. A quantidade vai depender de quantas pessoas você vai alimentar.

  • 100g de macarrao asiático, do tipo vermicelli
  • 1 colher de sopa de vinagre de arroz ( lojas de produtos orientais)
  • 1 colher de sopa de shoyo
  • 1 colher de sopa de molho de peixe japonês
  • Um punhado de hortelã, picado grosseiramente
  • Um punhado de manjericão asiático, ( ou o comum se não achar) picado grosseiramente
  • Pepino cortado em palitinhos
  • 6 cebolinhas picadas em rodelas pequenas
  • 12 panquecas de arroz**
  • Molho de soja para servir

Recomendo que você prepare o macarrão asiático primeiro.Siga as instruções do pacotinho. Geralmente se põe a água fervente por cima..Leia lá.

Pegue as folhas das panquecas de arroz e prepare-as de acordo com as instruções. Como comentei acima, achei mais fácil prepara-las de duas em duas. São muito finas e mesmo em duas não ficam muito grossas, só na medida certa. Na receita original mandava que ao se retirar as panquecas da vasilha em que foram colocadas de molho usássemos papel toalha para secar. No meu caso não deu certo.Abandonei esta parte. Mas faça a sua própria tentativa pois não tenho mãos muito delicadas. Uma vez que retirava as panquecas da água aonde tinham sido colocadas para se reconstituir, as transferia delicadamente para um prato. Pincelei cada folha com a mistura de molho de soja, molho de peixe e vinagre de arroz – usei pincel mesmo. No centro de cada panqueca colocava o macarrão já escorrido. Por cima do macarrão ia dispondo as ervas e pepinos. Muito cuidado na hora de enrolar para que não se parta. Transfira para o prato aonde serão servidas e parta em duas ou três partes. Você pode servi-las só com este molho – mergulhe os rolinhos no molho antes de dar uma mordida. Você também pode servir com o delicioso molho tailandês abaixo.

Molho vietnamita:

  • 2 dentes de alho esmagadinhos ou picadinhos
  • 2 pimentas dedo-de-moça sem semente, picadas bem pequetitas
  • 4cm de gengibre raladinho
  • 4 colheres de molho de peixe tailandês
  • 2 colheres de sopa de suco de limão
  • 4 colheres de sopa de água
  • 2 colheres de sopa de açúcar (gosto de usar do açúcar integral)

Basicamente misture tudo numa vasilhinha e na hora de servir os rolos é só ir molhando os bichinhos e levando à boca.

Espero que gostem tanto quanto eu.

2 Comments
  • Anderson

    Responder

    Pois é, fiquei de água na boca. Vi um programa do Olivier Anquier em que ele preparava (e comia!) rolinhos muito parecidos com esses, de massa de papel de arroz. O recheio era um pouco diferente e, se não me engano, os dele, eram da culinária tailandesa. Eram crocantes e tinha também o tal molhinho para acompanhar. Até hoje sonho em experimentar essa delícia, mas não me arriscaria a fazê-los e ficar frustrado com o resultado… Mas valeu a receita e vc ter compartilhado sua experiência. Obrigado! Uma hora dessas eu ainda experimento.

    • Trembom

      Anderson, tire um dia para fazer e experimentar. Depois conta o que vc achou. Adoraria saber.

Leave a Comment