Risoto de Alho Selvagem e Salsinha

0 Comment

Coloco o nome original do risotto para ser fiel à minha fonte, mas não usei alho selvagem. Com a fome desesperadora que me atacou queria um prato rápido e que enchesse a pança. Confesso que risotto não é bem a minha primeira opção pois se tem que ficar mexendo uma panela de arroz por uns 20 minutos. Porém muitos dizem que o trabalho árduo recompensa, então fechei o bico e trabalhei duro na chama do fogão. AMO arroz. Arroz branco com ovo, arroz branco com estrogonofe, arroz branco com. sei lá. ( Desculpem mas arroz integral só com lentilhas). Porém, apesar da paixão desenfreada por arroz, desde que sai do Brasil, há 16 anos e alguns muitos meses, não o como sempre. Arroz é só com um curry, em risotto…ou com ovo no estilo chinês na hora da fome desesperadora. Ou com um pratinho brasileiro. E já não penso em arroz como ‘o acompanhamento’.

Voltando a risotto, lembro-me de uma visita a Sardenha para encontrar uma amiga queridíssima, que conheci em Londres quando cheguei em 1990. No primeiro dia que passei lá a mãe da Roberta (nome da minha amiga) veio nos pegar para almoçar com eles (mãe e marido). Havia várias coisas na mesa, mas do que me lembro é do risotto. Até aquele dia todos os risottos que havia comido não eram nada como os que como atualmente. Eles eram mais como o que hoje em dia chamo pilaf. Então, com esta ‘compreensão’, lembro-me de olhar para aquele prato de arroz-sopa e de pensar: Isto não é risotto. Sabe como é, a princípio nossa reação é de pensar nós sabemos do mundo. Enquanto comia aquele prato pensava: ‘Que deliciosa sopa de arroz!’. O que é o conhecimento. Às vezes bate à nossa porta, mas se não estivermos preparados achamos que esta batendo à porta errada.

1.3 litros de caldo de frango/legumes **prefiro com caldo de legumes

3 colheres de sopa de azeite de oliva mais um pouco para regar

3-4 dentes de alho selvagem (ou o que tiveres disponível) cortado em fatias bem finas

4 eschalotes cortados em rodelas bem finas

350g de arroz de risotto – usei vailone

Sal e pimenta-do-reino moída na hora

Uns pedaços de manteiga

100g de parmesão ralado ou em lascas

Um punhado de salsinha picadinha

O preparo é aquela coisa de sempre:

Esquente o caldo de frango/legumes e deixe em fogo bem baixo. Ponha azeite de oliva numa panela e jogue o arroz dentro. Mexa bem até que o arroz vá ficando translúcido. Se usar vinho coloque uma concha agora, e mexa bem até o vinho evaporar. Se não só use o caldo. Vá derramando o caldo de frango em medidas de conchas, uma por vez. Só coloque a próxima quando a anterior estiver sido toda sugada pelo arroz. Fique atento pois talvez não precise acrescentar todo o caldo.Talvez um pouco mais de ¾ seja suficiente – o arroz tem que ficar al dente. Retire do fogo, jogue os pedaços da manteiga – daí vem sua cremos idade, e mexa até que a manteiga derreta toda. Jogue a cebolinha picada por cima, seguida pelas lascas de parmesão ou somente parmesão ralado.

Você pode fazer um frango para acompanhar. Caso faça risotto só pra mim nunca faço mais nada. Esta é a minha refeição – é claro que não como todo o conteúdo da panela.

0 Comments

Leave a Comment