Quem faz o Elvira’s Bistrot

33 Comments

Elvira é a dona do Elvira’s Bistrot e mora em Portugal. A oportunidade de sabermos um pouco mais sobre esta que para mim é sinônimo de elegância culinária, foi imperdível. Quando ela me disse que gostaria de participar saltei de alegria. E sei que muitos de vocês partilham da mesma opinião.

Estou feliz por a Valentina – que é uma pessoa que muito admiro – me ter convidado a participar nesta interessante rúbrica do seu famoso Trem Bom…

Tenho 39 anos e sou portuguesa, apesar de ter vivido grande parte da minha existência em Paris, França. Tenho tantos interesses que a minha vida inteira não vai chegar para fazer tudo! Entre eles, a literatura e a culinária ocupam um grande espaço…

Como foi que o Elvira’s Bistrot nasceu?

Primeiro nasceu a Tasca da Elvira, há quase quatro anos, um blog culinário que foi um dos primeiros do género em língua francesa. O meu âmbito era divulgar a culinária portuguesa além das suas fronteiras. E acho que consegui pois a Tasca da Elvira é hoje um dos blogs culinários mais visitados de França. Notei que muitos lusófonos também passavam por lá e me pediam as traduções das receitas, então criei o Elvira’s Bistrot – em língua portuguesa – em Janeiro de 2006.

O que você comeu ontem a noite?

Um panino – sanduíche quente italiano – com queijo de cabra, peru fumado e tomate, seguido de umas boas colheradas de um gelado delicioso da Baskin & Robbins, de baunilha com pecãs caramelizados. O meu marido está fora neste momento, então foi mais um snack que verdadeiramente uma refeição pois não gosto de cozinhar só para mim…

Qual refeição você prefere – café da manhã, almoço ou jantar ?

Fui habituada desde garota a tomar o café da manhã e o almoço de forma sempre apressada, no entanto, a minha refeição preferida é o jantar. Gosto de preparar esse vagarosamente, quando o dia acaba e que estou tranquila.

Você assiste a shows de cozinha?

Raramente. Os cozinheiros “da moda” – tipo Nigella ou Jamie – irritam-me. De vez em quando, assisto ao Côté Cuisine, do francês Eric Roux, e ao programa da Josée Di Stasio (Québec, Canadá) no canal francófono TV5 Monde.

Que ingredientes você sempre tem na geladeira?

Muitos lacticínios : iogurte natural, requeijão, leite, queijos frescos e curados de todos os tipos; ovos; legumes da estação; presunto fumado e cozido, bacon; ervas aromáticas frescas.

Quais pessoas gostarias de convidar para um jantar especial ?

Alguns blogueiros e blogueiras dos quais gosto muito, dos quatro cantos do mundo. Seria um banquete autêntico, pois há muitas pessoas na blogosfera culinária que aprecio.

Qual o seu restaurante favorito?

Havia um restaurante português no bairro de Montparnasse, em Paris, do qual eu gostava muito. Chamava-se “Azulejos”. Era pequeno e aconchegante, com uma decoração cuidada e uma cozinha portuguesa autêntica, muito boa. Às vezes, tocava-se lá guitarra e cantava-se fado. Infelizmente, parece que a gerência mudou e que já não é a mesma coisa…

Qual a refeição que mais lhe marcou?

O meu marido e eu ainda não estávamos casados. Naquela altura, morávamos em Vila Franca de Xira, nos arredores de Lisboa. Um dia, houve um apagão às 3 horas da madrugada, e nesse momento, em plena noite, deu-nos a vontade de comer camarão tigre, mas obviamente, estava tudo às escuras… Acendemos umas velas na cozinha e preparamos os camarões na mesma. Foi muito divertido! Já passaram quase nove anos e ainda hoje falamos no assunto…

Você tem algum destino culinário preferido?

Tirando Portugal, o meu destino culinário europeu preferido é a Itália. Mais longe, a Ásia. Especialmente a Índia e o Vietname.

Que comida lhe lembra a infância?

Frango assado com batatas fritas e a broa de milho caseira que a minha avó fazia quando eu vinha de férias à Portugal com os meus pais.

Você já teve que comer algo que detestasse só por educação?

Vivi alguns tempos em Timor Leste logo a seguir à indepedência. Todos os dias, para acompanhar carne ou peixe, vinha o tradicional arroz, mais umas hortaliças variadas entre as quais folhas e flores de papaia guisadas. Aquilo era horrivelmente amargo! Não podia comer uma garfada sem fazer uma careta ao mesmo tempo… Mas comia, pois as pessoas de lá diziam que a ingestão de verdura de papaia evitava malária. E como eles me serviam essa comida para o meu bem, eu não tinha coragem de a deixar na travessa…

Qual a maior influência no seu modo de cozinhar?

Sou uma “self made woman”. A minha mãe não me ensionou quase nada nesse aspecto… “Receitas Escolhidas”, o famoso livro da Maria de Lurdes Modesto, foi a minha primeira “escola” de cozinha, assim como a revista francesa “Cuisine Actuelle”.

Doce ou salgado?

Salgado, sem dúvida. Mas também gosto de doce, só que de forma mais moderada.

O que escolherias para a tua última ceia?

Foie gras com torradas e doce de figo, arroz de pato à portuguesa, queijos diversos, profiterolles recheadas com gelado de baunilha e regadas com molho de chocolate quente. Começava por beber uma garrafa de champanhe gelada e terminava com um tinto do Douro. No final da refeição, um café expresso (mas só se esse fosse português ou italiano!) acompanhado com “pralines” belgas de chocolate branco.

Nos conte algo inusitado a seu respeito.

Não gosto de compadrios, de pessoas duplas e falsas (daquelas que gostam de andar a intrigar e a dizer mal por trás) nem de atitudes “novo-riquistas” e exibicionistas.

Sou pouco tolerante com beatos e supersticiosos, qualquer que seja a religião e/ou as crenças destes.

Também não tolero a ignorância nem a estupidez parva. Nos tempos de hoje, qualquer pessoa pode evoluir e adquirir conhecimentos, qualquer que seja o seu meio social ou as suas posses financeiras.

Odeio racistas e xenófobos e… competições de qualquer tipo!

33 Comments
  • Teresa Perdigão

    Responder

    Estou na ilha Terceira e precisava de contactar com a Elvira,mas nãotenho o contacto dela. Poderá dar-mo? Ah! e não tenho face book

  • Luiz Carlos de Albuquerque

    Responder

    Sou um apaixonado por tudo de gostoso e inteligente que aqui aparece!!
    Quem sabe consiga um dia fazer o mesmo.

    Luiz Carlos

  • Naninha

    Responder

    Adorei saber um pouco mais sobre a Elvira!Beijos

  • Valeria

    Responder

    Adorei saber mais sobre Elvira !!!!Admiração aumentou ainda mais!!Amei!!!

  • Tia Gio

    Responder

    Foi bastante interessante ler esta entrevista, gostei de saber mais um bocadinho sobre a Elvira, pessoa que eu tanto admiro.

  • Adriana

    Responder

    Voce é muito especial!Isto a diferencia da maioria de nós!!um lindo domingo para voce!

  • Bia Belliard

    Responder

    Gsotei muito de conhecer mais um pouco da Elvira, e vi que ela é bem oq eu mostra ser nos seus blogs maravilhosos ! beijinhos as duas

  • COZINHAR COM OS ANJOS

    Responder

    Parabéns à Valentina pela ideia e à Elvira pela entrevista.Gostei de conhecer um pouco mais da Elvira.Beijinhos

  • Laurinha

    Responder

    A Elvira é uma Referência neste mundo de foodblogs!Achei ótima a entrevista, só confirmou o que eu já lia/via nas linhas e entrelinhas de seus posts!Uma pessoa culta, apaixonada pela gastronomia!Achei graça dela não curtir ‘competições de qualquer tipo’… Beijinhos

  • grazi

    Responder

    foi bom conhecer um pouco mais sobre a Elvira!

  • Magia na Cozinha

    Responder

    Acho que a Elvira é uma grande inspiração a todos nós. Gostei muito da entrevista!Parabéns! 🙂

  • Alessander Guerra

    Responder

    Valentina essa entrevista com a Elvira ficou ótima. Você fez uma homenagem a uma pessoa que merece todo o nosso respeito nesse universo blogger.Parabéns pela idéia de traçar um perfil.atéAlessanderhttp://www.cuecasnacozinha.com

  • Marula

    Responder

    Eu também adoro o elvira´s bistrot! Que bacana esta iniciativa, gostoso a gente conhecer um pouco mais das nossas amigas, por ora, virtuais!Beijos!

  • Tânia Saj

    Responder

    Gostei conhecer-te melhor, Elvira. Confirmou-me o que imaginava a cerca de ti: uma pessoa culta, determinada, inteligente e que não tem medo de mostrar faces que as vezes não agrada a todos.

  • lunalestrie

    Responder

    Muito boa, a entrevista. A Elvira parece muito autêntica e única, uma pessoa que com certeza valerá a pena conhecer um dia, se eu puder. 😀

  • Cláudia

    Responder

    Gostei muito de conhecer um pouco mais da Elvira! Já a imaginava assim. Sei que é elegante, atual, cabeça aberta. Deve ser um grande prazer ter a sua companhia!um beijo grande para a Elvira e para você, Valentina.

  • Vitor Hugo

    Responder

    Gostei muito de saber mais sobre a Elvira! Espero poder um dia conhece-la ao vivo! 🙂

  • Agdah

    Responder

    <>“…elegância culinária…”<>Realmente. Mas eu tenho a impressão que Elvira é a personificação da finesse e da elegância de uma forma geral.

  • Claudia

    Responder

    Sanduíche de ‘peru fumado’ é muito fofo, não?Adorei!

  • Marta

    Responder

    Não há mesmo sinônimo mais adequado para descrever a Elvira, Elegância. Mas além de tudo é muito criativa e simpática. Respondendo à comentários e deixando recados muito queridos num blog de iniciante e tão pequenininho como o meu. Um abraço grande ãs duas que eu tanto admiro, Valentina e Elvira.Beijo,Marta

  • Marta

    Responder

    Não há mesmo sinônimo mais adequado para descrever a Elvira, Elegância. Mas além de tudo é muito criativa e simpática. Respondendo à comentários e deixando recados muito queridos num blog de iniciante e tão pequenininho como o meu. Um abraço grande ãs duas que eu tanto admiro, Valentina e Elvira.Beijo,Marta

  • Marta

    Responder

    Não há mesmo sinônimo mais adequado para descrever a Elvira, Elegância. Mas além de tudo é muito criativa e simpática. Respondendo à comentários e deixando recados muito queridos num blog de iniciante e tão pequenininho como o meu. Um abraço grande ãs duas que eu tanto admiro, Valentina e Elvira.Beijo,Marta

  • Leila

    Responder

    que legal conhecer um pouco mais da Elvira. Adoro as receitas pois já pude provar algumas.beijinhos

  • Ana

    Responder

    Que legal conhecer um pouco mais sobre a Elvira! Eu simplesmente adoro as receitas dela, todas q ja provei ficaram otimas!!Ana

  • Gina

    Responder

    Bom conhecer mais as pessoas. Por mais distantes que estejamos, isso nos aproxima. Bjs.

  • ameixa seca

    Responder

    Muito bem… A Elvira super simpática, sempre com palavras gentis para quem entra neste mundo dos blogues culinários. Lembro-me de quando a visitei e pensei “Ela nunca me vai responder, com esta lista interminável de blogues, nunca vai ter tempo para me responder e visitar-me”.Enganei-me redondamente… convidou-me para integrar o Cozinhas do Mundo e deu-me as boas vindas 🙂Acredito que é uma excelente pessoa, porque excelente cozinheira já eu sei que ela é 😉

  • Iliane

    Responder

    que maravilha poder conhecer um pouco mais da Elvira..realmente a entrevista dela não mudou em nada tudo que “vejo” dela atraves dos blogs em que ela escreve:elegância!!..criatividade.. e uma cultura maravilhosa demonstrada a cada receita..assim que entrei na blogsfera.;.conheci o Tasca!!e li todinho com calma..e amo tudo que leio em seus blogs..mas..um show de entrevista!!com uma pessoa que acrescenta cada dia mais valores ao que leio e penso.!!um ser humano normal..sem meias palavras!:verdadeira!.parabens as duas..bjus

  • caosnacozinha

    Responder

    Conhecer a Elvira foi, realmente, um imenso prazer, como diz a Marizé (que também foi um prazer conhecer!). É uma pessoa extremamente interessante, cheia de personalidade e muito generosa. Foi bom ler aqui sobre ela, saber mais sobre ela pela própria mão.Obrigada Valentina pela oportunidade!Beijos grandes às duas *Mariana

  • pipoka

    Responder

    Fiquei muito feliz por ler esta entrevista à Elvira – uma das blogueiras que mais admiro – e poder confirmar algumas ideias que tinha sobre ela. Criatividade, bom gosto, honestidade, frontalidade, elegância são alguns dos “ingredientes” que fazem esta pessoa maravilhosa. bjs para as duas

  • Marisa

    Responder

    É sempre um prazer ler mais sobre a Elvira o seu blog Elvira’s Bistrot foi a minha 1ª descoberta na blogosfera culinária.Gosto muito das suas receitas, do requinte com que as elabora.Gosto mesmo muito.:)

  • Marizé

    Responder

    Ter conhecido a Elvira pessoalmente foi uma experiência maravilhosa, um dia muito, mas muito bem passado.Não há duvida que ela e os seus blogs são uma referência na blogosfera culinária, e claro o Cozinhas do Mundo, que é o ponto de encontro de todos nós.Gostei muito desta entrevista.Beijo grande para a entrevistada e para a entrevistadora.P.S. “Receitas Escolhidas” foi o primeiro livro de culinária que comprei, e ainda hoje é uma referência para mim.

  • Elvira

    Responder

    Obrigada por me ter convidado, querida Valentina.Obrigada pelas gentis palavras, querida Cinara.Beijos. 🙂

  • Cinara

    Responder

    Val, simplesmente INCRÍVEL este seu post/entrevista com a Elvira! Tenho certeza de que, como eu, todos os seus leitores vão adorar saber mais sobre a famosa e querida autora do Elvira’s Bistrot e Tasca da Elvira, que é uma pessoa autêntica, talentosa e muito querida!Um beijão!

Leave a Comment