Pudim de avelã

32 Comments

Morei em Londres por muitos anos, acho que uns 15. E é uma cidade pela qual sou apaixonada. Mas chegou uma hora em que quis mudar para um lugar menor, com melhor qualidade de vida, e mais perto do campo. Não, nunca cresci no campo. Mas todos os acontecimentos da minha vida nos primeiros 15 anos de Inglaterra me levaram a tomar esta decisão. E a cidade que escolhi foi Guildford, a cidade principal de Surrey. Fica somente a 30 minutos de Londres de trem, e a estação que serve esta região é Waterloo.

Guildford é uma cidade de porte médio, com universidade, boas escolas, um excelente comércio, atraindo toda a população das regiões vizinhas, cinemas, teatro, restaurantes. Estou a 30 minutos do aeroporto de Gatwick e também do de Heathrow. E fica nas portas do ‘countryside’. A mudança foi uma decisão da qual não me arrependo, muito pelo contrário. A foto primeira é uma vista de Guildford do alto da cidade. A enorme construção que se vê ao fundo é a catedral de Guildford. A segunda foto é da rua principal de comércio, cheia de prédios antigos, bem conservados. E pedestrianizada na maior parte do tempo.

E agora mais aventuras do verão. Eu nunca faço pudim. .E não é por não gostar. Mas só que raramente o faço. Semana passada lendo um post da Iliane no Cozinha da Iliane sobre um pudim de laranja, lembrei que precisava postar o pudim de avelã que havia feito.

Esta receita é também influência da Adrienne do Gastroanthropology. Ela foi postada pela Adrienne junto com o post dos morangos assados. Mas não a fiz em conjunção com a receita dos morangos. Fiz em outra época. Comprei um livro indicado pela Adrienne em seu blog. Talvez ‘indicado’ não seja a palavra certa, pois ela nunca diz ‘ Compre o livro tal’. Mas faz referência ao livro em vários posts e isto me despertou a curiosidade. E um dia comprei o danado.

O livro é chamado The Big Sur Bakery Cookbook. E é um livro muito interessante, desde a história da Bakery como a forma que as receitas são apresentadas. E folheando o livro no Kindle me deparei com esta receita que me fascina antes de mais nada por ser de avelã, a minha noz favorita. E o fato de ser um pudim (flan em inglês) também me encantou. E tive que me render. A única coisa da que apanhei foi da calda. Para tirar tudo quando desenformei o pudim, tive que usar o maçarico e esquentar o fundo da forma. Ai, este maçarico me quebra cada galho. Na receita original mandam usar as avelãs picadas para uma infusão no leite, e depois você tem que coar tudo. Só que usei um pouco nos fundos das formas, pois achei um desperdício não usá-las mais. E acho que dão também textura.

Ingredientes:

Para a calda:

  • ¾ xícara de açúcar
  • ¼ xícara de água

Para o creme do pudim:

  • 1 xicara de avelãs
  • 2 xícaras de leite
  • 2 xícaras de creme de leite fresco
  • ¾ xícaras de açúcar
  • ½ colher chá de sal niveladas
  • 3 ovos inteiros
  • 5 gemas

Forminhas de pudim individuais

Pré-aqueça o forno – 180oC.

Calda: coloque o açúcar e água.numa panela em fogo alto e tampe. Deixe no fogo por uns 5 minutos. Depois retire a tampa e cozinhe por mais uns 5 minutos até que o açúcar fique no ponto de calda. Divida a calda entre as formas e se assegure de que as forminhas fiquem com o fundo revestido de calda. Vai demorar uns 10 minutos até que a calda endureça.

Coloque as avelãs numa assadeira e leve ao forno por uns 10 minutos para ficarem bem tostadinhas. Retire do forno e espere até que fiquem frias. Pique as avelãs grosseiramente.

Diminua a temperatura para 150oC.

Numa panelinha coloque o leite,  creme de leite, metade do açúcar, sal,  e avelã leve ao ponto de fervura sob fogo médio-alto. Quando ferver retire do forno e deixe descansar por 30 minutos para que o sabor da avelã penetre no creme.

Enquanto isso ponho os ovos, gemas e restante de açúcar numa tigelinha e bata bem com um fouet, para ficar com uma mistura uniforme.

Quando os 30 minutos passarem leve a panelinha de volta ao fogo e assim que se aproximar do ponto de fervura vá derramando a mistura na tigelinha com os ovos e misturando com um fouet vigorosamente, sem parar.  Depois coe esta mistura e devolva o creme para a panelinha. Mexa até que a mistura engrosse – faça o teste da colher: se o creme revestir a parte detrás da colher. Distribua a mistura entre as forminhas de pudim e coloque as forminhas numa assadeira. Coloque água fervendo na assadeira para revestir até metade das forminhas. Leve ao forno em banho Maria – cubra a forma com papel alumínio, e asse por 30 minutos. Após 30 minutos retire o papel alumínio e deixe as forminhas no forno por mais uns 15 minutos até que o pudim fique no ponto. Retire as forminhas do forno e deixe esfriar. Leve à geladeira até a hora de servir.

32 Comments
  • Aline

    Responder

    Olá!
    Meu nome é Aline e achei seu blog procurando no google como ir de Londres a Guildford. Percebi que seu blog é sobre receitas (aliás fiquei com água na boca! rs) mas como li que vc mora há anos em Londres e eu estou desesperada por chegar sozinha em outro país sem falar muito bem o inglês, resolvi te escrever para te pedir ajuda…espero que eu não incomode muito!
    Irei pra Londres de trem e desembarcarei na estação internacional St. Pancras. Eu achava que teria um trem direto da estação St. Pancras para Guildford mas olhando o mapa de trem e metrô de Londres percebi que não há.
    Gostaria então de saber se vc pode me ajudar analisando se o trajeto que penso em fazer de St Pancras até Guildford está correto, pois confesso que fiquei um pouco confusa com o mapa de Londres já que estou acostumada com o simples mapa de metro de SP! rs.
    O trajeto é o seguinte: pelo que eu entendi a estação internacional St Pancras é conjunta com a estação de metrô King’s Cross. Na King’s Cross pegarei a linha azul clara do metrô rumo a estação Vauxhall. Descerei na estação Vauxhall e pegarei nessa estação o trem que partiu de Waterloo rumo a Guildford.
    Vc sabe me dizer se esse trajeto está correto?
    Desde já muito obrigada!
    Desculpe o incômodo.
    Aline.

  • Ana

    Responder

    Passei pra ver as fotos, as histórias, as comidas e desejar um bom domingo.
    Aqui frio e um pouco de chuva.

    Bj grande.

  • Akemi

    Responder

    Adorei conhecer um pouco da cidade onde vc vive, amiga! Que arborizada que é, lembra muito Maringá nesse ponto. Agora estamos as voltas com vassoura para varrer o quintal todos os dias por conta das folhas e flores que estão cainda das árvores. Dependendo da árvore, a rua fica linda como se estivesse coberta com um tapete de flores!
    Consegui até sentir o croc na minha boca ao imaginar este pudim! Deve ser muito saboroso como todas as suas sugestões, amiga!

  • marianapp

    Responder

    Huuummm, no coments! Bão dimais…

  • Bete

    Responder

    Oi Valentina,
    Adoro avelãs, vou tentar fazer, o seu ficou com uma “cara” deliciosa!
    Sua cidade é linda, minha filha esta querendo se mudar, ela mora ai em Ipswich, vou dizer para ela conhecer sua cidade.
    Os imóveis são muito caros?
    Estive na Espanha na semana passada, dpois fui visitar minha filha, mas que diferença de clima, na Espanha estavamos derretendo, e quando chegamos em Londres que friooo.
    Já estou de volta e morrendo de saudades da minha filhota.
    Quando leio seu blog, lembro logo dela, é muito bom ver as fotos e seus comentários.
    Bjos

  • MegumiK

    Responder

    Meu Deus ! Que loucura esse pudim, isso que eu nem gosto muito de pudim … acho que vou comprar umas avelãs hoje !!!

    • Trembom

      Então vou querer saber se você gosta ou não depois que fizer.

  • Gina

    Responder

    Tina,
    As avelãs, ao contrário de você, estão em último lugar nas minhas preferências…rs! Minha favorita é a amêndoa!
    Ah, também não jogaria fora depois da infusão.
    Sua cidade está num meio termo bem simpático, nem tão grande, nem tão pequena. Gostei de ver a arborização.
    Bjs.

    • Trembom

      É mesmo Gina? menina, nozes são as últimas na minha preferência. Avelãs são as minhas meninas.

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Ai, Tina, morrendo de saudade dos nossos passeios juntas. Aquela foto da High Street me deu um aperto no coração!

    Que pudinzinhos lindos. Adorei a idéia de aproveitar as avelãs ao máximo.

    • Trembom

      Oh Pat, eu também amiga. Vai fazer um ano. Tens que voltar.

  • Maria Beatrix

    Responder

    Huuuummmm! Adoro avelãs. Nunca pensei em usá-las em um pudim, mas vou provar essa sua receita. Me deixou com água na boca.
    Achei linda a cidade em que vc mora. Gostaria de poder morar num lugar assim. Acho que o que a gente mais sente falta, aqui no Brasil, é a segurança.
    Coincidencia: hoje li a respeito e vi fotos do Big Sur Bakery and Restaurant, num outro blog que eu sigo. O http://www.eatlivetravelwrite.com/. Se ficar curioso, as fotos estão muito legais.
    Abraços

    • Trembom

      Beatrix, adorei este website. obrigada pela indicação. E obrigada pela visita.

  • Ameixinha

    Responder

    Pudim não é a minha sobremesa favorita mas adoro avelãs e este pudim ficou bem requintado 🙂
    Viver no campo é uma benção!

    • Trembom

      Ameixinha, adoro sabe. Antes so tinha morado em cidades grandes.

  • iliane

    Responder

    uau……que pudim lindo esse seu..!!!!adorei a foto e a receita e amei saber mais de cidade onde você mora!lindo lugar!!bom morar num lugar onde a gente se sente bem..bjo grande…li

    • Trembom

      Ili, confesso que preparei esta receita pensando em ti pois sei como gostas de pudim.

  • Junia Ansaloni

    Responder

    Valentina, adorei as fotos…gosto muito de Londres, mas concordo com voce, interior, campo è maravilhoso…tb moro em uma cidade pequena bem estruturada, adorooo, fiquei com vontade de ter um pedacinho aqui desse pudim agora…hahaha, Boa semana !!! Bjim

    • Trembom

      Oi Junia, obrigada pela visita.

  • laila

    Responder

    eu tenho certeza q se fizeres um levantamento dos meus comentarios, todos começam com grande “hummmmmmms” . definitivamente vc tem o dom pra escolher belissimas receitas…

    bjs e saudades!!!

    • Trembom

      Você é uma fofa. obrigada querida. quisera voce morasse aqui do ladinho.

  • Stefânia

    Responder

    Oi Valentina!

    Que linda sua cidade! Também queria morar em lugar assim…Brasília tem qualidade de vida sim, mas quando visitei a Europa me apaixonei, não tem jeito, um dia vou morar aí!

    Olha, o seu pudim me deixou com água na boca, também adoro avelãs! E concordo sobre a textura, deve dar um toque super especial colocar as avelãs no fundo.

    Parabéns!

    Beijos e uma excelente semana!

    • Trembom

      Stefânia, por onde você passeou? Guildford é muito tranquila. gosto muito. Londres mudou muito nos 15 anos em que morei lá. Ou talvez eu tenha entrado no espírito local. Um ótimo domingo para ti.

  • Cris

    Responder

    Este post me fez sentir saudade de tudo… de Londres, de você e de morar num lugar que se ande a pé pelas ruas da cidade sem receios. O pudim ficou lindo… amo pudins… beijos

    • Trembom

      Oi Cris, saudades também. A segurança é muito importante.você andar sem medo.

  • Geórgia

    Responder

    Aff, o pudim ficou lindo, parece muito saboroso. Guardei a receita para fazê-la, só que com castanha de cajú, fácil de encontrar por estas bandas. Bjs.

    • Trembom

      Geórgia, genial a idéia de fazer com as castanhas. Amo castanahas de cajú.

  • Ana

    Responder

    Uauuu!! To com água na boca!
    Adorei a receita! 🙂
    Beijocas

    • Trembom

      Obrigada Ana.

  • Anamaria Rossi

    Responder

    Oi. Sou visita nova e tenho uma dica para desenformar pudim com calda grossa, caso você não tenha ou não queira usar maçarico.
    Mergulhe a forma com o pudim devidamente gelado numa vasilha com um pouco de água fervente e vá movendo a forma aos poucos, girando pra lá e pra cá, de leve.
    Em 30 segundos sua calda terá amolecido e seu pudim estará soltinho, com a calda líquida dourada para ser derramada sobre ele.

    Gosto muito do seu blog. Um abraço.
    Anamaria.

    • Trembom

      Ana, amei esta tua dica. e esta já anotadinha. volte mais vezes.

      • Ivaneide passos

        Amei essa dica também! valeu ana!

Leave a Comment