Panquecas em 3 variações

37 Comments

 


Terça-feira de carnival pra mim é dia da panqueca hoje em dia. Há quase um mês antes desta data os supermercados começam a chamar mais atenção para o que estar por vir. A tradição vinha da época em que se fazia um jejum sério. Quando as pessoas tinham que se livrar dos ovos e manteiga antes de começar o período da quaresma. O mais tradicional é servir as panquecas com açúcar e limão espremido por cima.

Este ano a revista Delicious trouxe algumas idéias diferentes e peguei três delas. Como estou viajando resolvi postar esta receita hoje.

Fiz estas panquecas finas. Os meus conselhos são: faça as panquecas em temperatura média/baixa para evitar queimar, entre uma leva e outra de panqueca retire qualquer resíduo da panqueca anterior, pincele a frigideira/panquequeira com manteiga derretida e não tire o olho das panquecas pois ficam prontas muito rápido.

Dia da panqueca em 2007

Dia da panqueca em 2008

Ingredientes para uma receita  básica:

  • 150g de farinha de trigo
  • 75g açúcar refinado
  • 1 ovo médio e uma gema
  • 300ml de leite em temperatura ambiente
  • 2 colheres de sopa de manteiga derretida – 30g aproximadamente
  • Uma colher de chá de extrato de baunilha

Preparo:

Coloque a farinha de trigo, açúcar e sal numa tigela. Você pode peneirar a farinha, mas uso um fouet para arear a mistura. E acho que funciona bem. Pegue o ovo e gema e dê uma leve mexidinha antes de acrescentá-los à mistura. Faça um buraco no centro da mistura com farinha e derrame o ovo batido. Dê uma mexida com uma colher de pau para incorporar os ingredientes. Depois derrame o leite aos poucos e vá misturando tudo. Por fim coloque a manteiga derretida e a baunilha. Eu coloco só metade da manteiga. A outra metade eu guardo para untar a frigideira/panquequeira. Use uma concha para ir colocando a massa para fazer as panquecas. E siga todos os passos para uma boa panqueca.

Veja as receitas das variações abaixo.

Há duas etapas aqui:

Descasque as 3 pêras e coloque-as numa panelinha, seguido por açúcar – a sugestão da revista era 100g mas fui no olhômetro pois minhas peras eram muito doces. Use as 100g se quiser Ponha água só para cobrir as peras e coloque raspas de um bago de baunilha. Caso não tenha bago, use umas gotas de extrato. Deixe ferver e cozinhe por mais uns 3 minutos para amaciar as peras. Assim que atingirem o ponto, transfira as peras para um prato. Quando esfriarem corte pedaços para servir com as panquecas. Pegue uma outra panelinha, coloque um pouco de água e por cima ponha uma tigela. Na tigela ponha  100g de chocolate amargo picado, um pedaço de manteiga, 2 colheres de sopa de ‘golden syrup’- no Brasil o mais próximo é mel karo, e umas gotas de brandy. Esquente a água para que o calor dissolva o chocolate, mexendo sempre. Assim que o chocolate estiver todo derretido, sirva-o junto com as peras. Na receita original se mandava caramelizar a pêra depois de cozinhá-las como instruí acima. Mas eu deixei esta parte para fora.

 

Esta é a forma mais tradicional de servir estas panquecas por aqui. Salpique-as com açúcar e dê uma espremida no limão por cima. Adoro. É o simples que agrada sempre. Une o doce com o ácido. Perfeito na minha opinião. Só falta a xícara de chá.

Este acompanhamento foi feito com laranjas sanguíneas que ainda se acha por aqui, mas vc pode usar as laranjas que tiver. Descasque as laranjas e corte-as em fatias. Ponha as fatias e o suco numa frigideira em fogo médio/baixo, e por fim flambe com licor. Usei Gran Marnier.

37 Comments
  • Ari

    Responder

    OI
    Suas ideias e receitas e fotos, sempre me inspiram muito obrigado!!!!
    Ari

    • Trembom

      Obrigada Ari. Feliz feliz em saber que alguém se inspira com minhas histórias

  • Kalina Saraiva de Lima

    Responder

    que panquecas lindas a apetitosas, Valentina!!!
    vontade de comer umas tres, com alguma variacao de recheio, juntamente com um cafe feliz.

    sera que da pra gente fazer uma tapioquinha daquelas vendidas no ceara, com leite condensado? me ocorreu agora essa pergunta impropria na minha mente gorda, e corpo idem.

    abraco grande
    Kalina

    ps.: voce eh do ceara, nao eh? eu sou do ceara e do piaui. moro em southampton, aqui, sul da inglaterra.

    • Trembom

      Kalina, você está na beira mar. Espero que esteja curtindo Southampton. Obrigada pela visita. Sei que você já veio aqui antes.

  • sonia

    Responder

    Oi,minha linda amiga!

    Voce sempre fazendo coisinhas deliciosas,não é mesmo Dona Valentina.
    Eu como suas receitas com os “olhos”…rss..imagine ao vivo,aí Jesus….
    Val,passei aqui para dizer para voce,que criei o segundo blog..porque o primeiro estou proibida de colocar mais fotos…kkk…cheguei no meu limite,então criei um segundo,mas conservei o mesmo nome,só que para vc acessá-lo é assim:www.sonianovaes2.blogspot.com
    Espero contar com sua presença…
    Saudades de vc…
    Bjs carinhosos…

    • Trembom

      Sonia, sempre gosto de te ver aqui. menina, já passei lá no blog novo. Lindo, com o teu estilo tão especial.

  • Nereime

    Responder

    Valentina, como sempre demoro a poder passear por aqui mas quando venho não quero mais sair….quanta coisa boa!!!Quanto as panquecas sempre prefiro limão e açucar me deliciei nas suas fotos…
    bjs
    Nereime

    • Trembom

      Nereime querida, vc sempre gentil. Quem sabe um dia ainda comemos uma com limão e açúcar juntas com um cafezinho.

  • Diulza Angelica dos Santos

    Responder

    Valentina, adoro panquecas, mais tenho dificuldade nas textura mais fina,tb, estou precisando de uma boa frigideira, anti aderente boa, mais chego lá,vou fazer esta sua depois digo como ficou, bjs. aguardo as fotas das suas viagens.

    • Trembom

      Ah Diulza, prática é tudo querida. Digo isso pois no princípio só conseguia fazer das mais grossinhas. Depois me conta como te saistes. Vou gostar de saber.

  • Verena

    Responder

    Tina,
    tudo jóia? As panquecas estão de dar água na boca! Lembro-me que minha mãe fazia panquecas doces também, mas finas assim como as da foto. Comíamos com mel! Sabe que aqui em casa só as faço salgadas…preciso variar!
    Um beijo e linda semana!

    • Trembom

      Pois sabe que sinto saudade das panquecas salgadas da minha mãe. Nunca as faço. Estamos assim como que nos olhando no espelho, vendo opostos de certa forma. Um bom finde pra ti.x

  • Amehlia Digital

    Responder

    Oi Tina!
    Tem um tempim que não venho prosiá com vc,
    mas nunca é tarde. =)
    As panquecas são conhecidas de longa data, agora, passei a me interessar há poucos anos. No interior em Minas não fazem parte do hit do momento….foi somente qd me casei q aprendi a degustar c a família de meu marido.
    SP tem dessas e de outras coisas, né?!
    Um bejim grande!
    Vinni

    • Trembom

      Oi Amehlia, que bom a tua visita. Eu comecei a comer panqueca doce depois de vir morar na Europa. Em casa era sempre da salgada. Umas otimas que mamae fazia. Se fizeres alguma volta para contar.

  • marianapp

    Responder

    Aiai.. a Valentina adora nos deixar com vontade!! adorei a receita! bjs

    • Trembom

      Mariana, esta receita é muito boa querida. Espero que estejas bem.

  • Téia

    Responder

    Amiga, nem acredito que vou conhecer algum dos lugares lindos que vejo aqui no seu site. Aff, que maravilha…Encontrar você, lógico vai ser a cereja do bolo. Até já. Bj grande. Téia.

    • Trembom

      Querida, estou escrevendo depois da tua visita.Foi motivo de muita felicidade pra mim. Foi ótimo termos oportunidade de conversar mais. Espero que teu retorno tenha sido ótimo. E que estejas já engrenada na vida de sempre.

  • Bruna

    Responder

    Ei Valentina!! Divinas essas panquecas!!
    Estou pensando em fazer aquele cheesecake de mirtilo divino seu, mas estou sem saber como é a mini fôrma com fundo removivel que vc menciona. Obrigada!! Bjs, Bruna.

  • Renata

    Responder

    Tina, as panquecas ficaram lindas! E delicadas! Devem ter ficados deliciosas, eu adoro a combinação de panquecas com cítricos..

    Beijos!

    • Trembom

      Renata querida, adoro as panquecas bem finas, como estas. O engraçado é que as faço pouco. A simplicidade da de limão com açúcar me fascina

  • Ameixinha

    Responder

    Comi panquecas na segunda-feira mas eu sou a rainha das panquecas como tu bem dizes 🙂 Para mim, são boas todos os dias he he Que esquilo fofo!

    • Trembom

      Querida, vc é a super rainha das panquecas. Tens variações fantásticas.

  • Suzana

    Responder

    Querida,
    Por cá não temos este Pancake Day mas é uma tradição que não me importo de cumprir. Amo panquecas! Qualquer uma destas três variações deixou-me com água na boca. Acho que o nosso chá da tarde vai ter panquecas. 😉

    Beijo enorme e uma óptima viagem. Divirta-se muito!

    • Trembom

      Querida, panquecas entraram na minha vida muito tarde. Mas foram adotadas com imenso carinho. bjocas

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Amiga, quem me contou a história de dia da panqueca foi vc, há alguns anos. E eu sempre acabo me esquecendo de preparar!
    Lindas as tuas variações – as rodelas de laranja vermelha dão um toque especial, não?

    • Trembom

      Pat, concordo com voce que as rodelas da blood orange ficam lindas. A estação acabou o que é uma pena. Tenho que esperar até o ano que vem.

  • sandra

    Responder

    A i ai ….outra delicia que adoro….
    Panquecas,,,,já tá anotado aqui a receita,
    vou fazer com certeza.
    Beijinhos
    Sandra
    Que fotos lindas!
    Como Sempre….rs

    • Trembom

      Sandra, fizestes umas panquequinhas? ; o )

  • Ana Paula de Jesus Louvem

    Responder

    Valentina,
    Que delícia! Que esquilo fofo, que lugar lindo!!! Ai, ai!
    Parabéns!
    Beijocas.

    • Trembom

      Ana querida, este parque é muito bonito. Bem no centro de Londres – St James’s park. E nem me fale do danado do esquilo. Uma graça mesmo.

  • Márcia

    Responder

    Oi Valentina…. aqui da terra do frevo eu a saúdo!!!!!!!!!!!!!!
    Obrigada pelas sugestões de panquecas….muito bom!
    Achei diferente o termo” laranjas sanguíneas”, aprendendo sempre!
    Beijos, saudades!

    • Trembom

      Ah Márcia, frevo é minha paixao. Se te deparares com estas laranjas, prove-as. Saudades.

  • Aninha Padredi

    Responder

    Que delíííííciaaaaa! Fiquei com mta agua na boca!!
    E esse esquilo fofo… adorei!
    Beijocas

    • Trembom

      Ana querida, aquele esquilo é realmente uma graça. Ele ficou de pezinho, puxando o galho pra baixo pois queria muito pegar o que estava no final. Fiquei feliz de ter conseguido tirar as fotos.

Leave a Comment