noodles de abobrinhas e cogumelos

3 Comments

spaghetti de abobrinha-1Há uma cortina branca no meu quarto. Ela tem uma certa transparência o que faz com que a luz atravesse suas fibras com uma certa elegância, e ao acordar a luminosidade me dá o indicativo do dia lá fora. E o meu dia então se inicial. É algo tão mínimo que pode parecer irrelevante para muitos, mas a partir do momento em que abro os olhos toda manhã os alimentos que vou consumir naquele dia, os meus planos culinários, tudo entra em cheque. E com as novas estações me moldo aos poucos. É  claro que tenho também um planejamento diário, porém ele pode ser mudado. E o que me atrae gastronomicamente falando muda de poisição na minha lista virtual.

Em uma destas manhãs de primavera, ao folhear o jornal do sábado vi uma nota sobre duas receitas vegetarianas e fui dar uma olhadinha. Os contribuidores regulares do sábado são sempre Ottolenghi, Dan Lepard, e Hugh Fearnley-Whittingstal, então é sempre bom ver outros artigos culinários. E foi assim que me deparei com a foto apetitosa deste noodles de abobrinha e cogumelos.  A foto mostrava os noddles sendo colocados no prato, aquele momento em que tiramos a mistura da panela e a transferimos para a travessa em que serviremos a refeição. Quis imediatamente colocar o meu prato na frente daquela foto para que pudesse usufruir daquele prato tão bonito e de cores de início de primavera. Os autores da receita eu já conhecia do mundo dos blogs, David Frenkiel e Luise Vindahl. E todo o meu fim de semana gerou em torno da comida deles. Para mim tinha tudo a ver com a manhã iluminada do sábado que me encheu de energia, de vontade de fazer coisas interessantes.
spaghetti de abobrinha-2E ao me sentar para almoçar naquele dia cada garfada me encheu ainda mais de energia. E de vontade de comer muitos outros pratos como aquele. Saudáveis, bonitos de olhar e em sintônia com a estação. A receita é de execução simples, e para os noodles de abobrinha você não precisa de um mandolim para cortá-los fininhos. É mais rápido se os tiver, mas definitivamente não é imprescendível. A abobrinha tem que ser cortados em tiras bem finas para lhe dar a aparência de noodles. Os cogumelos são preparados bem rapidamente e dão um toque final ao prato. Fiz muitos e o que sobrou usei em outras coisas que preparei no mesmo fim de semana. Já o molho de tomate seco é deveras interessante, e brinquei um pouco com ele e já o fiz várias vezes pois o achei bem versátil.  O difícil é parar de beliscar ao prepará-lo.
spaghetti de abobrinha-3

 

Ingredients:

Molho de tomate seco

Cogumelos

Para os noodles

Instructions:

Sobre os cogumelos:

*Os cogumelos da variedade portobello são de textura um pouco rígida e você pode usar um que seja de características semelhantes se quiser. Já preparei este prato usando duas variedades de cogumelos.

** tente usar  vinagre de maçã pois ele tem um sabor mais suave e é menos ácido que os outros vinagres.

***usei uns tomates semi-secos que acho aqui e que vem de molho em azeite de oliva. Recomendo você colocar menos que a quantidade indicada primeiro e depois ver como a espessura do molho vai ficar. Este molho eé muito grosso e você pode querer adaptá-lo ao seu paladar e preferência

Preparo dos cogumelos: coloque-os em uma tigela. Em uma vasilha separada misture o azeite com o vinagre e depois derrame por cima dos cogumelos. Reserve e deixe marinar por pelo menos uma hora.

Preparo do molho: coloque todos os ingredientes em um processador e mande ver. Se achar que está muito grosso acrescente um pouquinho de água filtrada. Adeque ao seu paladar. Eu dei umas boas mexidas nas quantidades de água.

Para os noodles: corte as abobrinhas a julienne na mão ou use um processador.  Transfira para a vasilha de servir.

Na hora de servir ponha  o molho na vasilha com as abobrinhas e misture. Transfira para os pratos e coloque os cogumelos no final.

Espero que você goste tanto quanto eu.

3 Comments
  • Moira

    Responder

    O meu marido tem um ódio de estimação em relação às abobrinhas, eu não posso falar nelas que ele logo diz que não gosta.
    Comenta que uma determinada sopa está muito boa, mas nem sonha que levou o seu odiado vegetal 😉
    Gostei destes noodles fingidos e fiquei com vontade de experimentá-los.

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Que comida delícia, hein, Tina? E os colunistas são excelentes, que bom que temos acesso aqui também pela Internet. Não perco as colunas do Lepard.
    Ah, eu adoraria um prato lindo e leve assim no meu almoço de hoje. 🙂

  • Verena Buschinelli

    Responder

    Tina, adoro pratos assim, tipo parece mas não é…e ao final é uma surpresa ao paladar! Lindas fotos, inspiradoras..adorei! O molho de tomates secos me deixou curiosa! Beijos e lindo final de semana!

Leave a Comment