Musse de Aspargos

22 Comments

Há ótimas revistas de culinária no Reino Unido. E uma que assino e gosto muito é a Good Food. Ela agora tem uma edição só para o ipad que é ainda mais fantástica do que a revista impressa. O conteúdo é basicamente o mesmo, mas as receitas são super interativas. Uma das sessões da que gosto muito de ver é ‘In season’. Dá para nos manter atualizada com os produtos que estão no seu ápice. Como a revista de um designado mês já se faz disponível na metade do mês anterior, uso muito as publicações para me assegurar dos produtos da estação. Você se planeja bem para o que estar por vir.

Esta época do ano – primavera, é um período tão animador, renovador. Cheio de novos produtos, tudo fresco. E os aspargos são uma das primeiras coisas que me assinalam o fim do inverno MESMO. E como o nosso foi bem longo os aspargos saíram um pouco mais tarde que normal. O centro aonde costumo ir colher produtos da estação – Garson’s, envia um jornalzinho avisando das colheitas por vir. Sem carro fica difícil ir lá e com muita tristeza me reneguei ao fato de que nesta primavera os únicos aspargos que iria consumir seriam os entregues pela minha cesta semanal. E neste espírito tenho feito questão de pedir bastante para que não falte. Com uma estação tão curta quero usufruir ao máximo deles.

Além de prepará-los das formas de sempre – levemente cozidos com ovo pochê por cima, marquei umas receitas diferentes das que uso para me proporcionar novas delícias. E estas receitas novas saíram da Good Food de maio.

Uma é de musse e a outra depois conto. A musse me fascinou. Fiquei curiosa por saborear o que na minha mente seria uma prato aveludado. Só que me deparei sem aspargos no começo da semana e a cesta só é entregue na 5ª feira. Fui então de trem à cidade visinha, Godalming, comprar uns aspargos. O dia, como todos os da semana que se passou, estava lindo, com um sol brilhante. O verde de cegar de tão vibrante. Voltei para casa louca para fazer o a musse. Ótimo para uma entrada leve. Gostei do leve sabor de alho na infusão pois é só o suficiente para deixar a sua marca, mas não vai esconder o sabor dos aspargos que são muito discretos. E temos que estar atento a ele. Um ingrediente de classe, mas que não faz espalhafatos. Os sabores da salada complementam bem a mousse. Fui fiel à receita da Lisa e fiquei muito feliz com o resultado final.

Musse de aspargos

Inpirada na receita da chef Lisa Allen da revista Good Food de maio

Ingredientes para a musse:

  • Manteiga
  • 250g aspargos cortados em pedacinhos
  • 300ml de creme de leite fresco
  • 200ml de leite
  • 1 dente de alho pequeno picado – se o alho disponível for grande, use só metade
  • um punhado de espinafre jovem *
  • 2 ½ folhas de gelatina, de molho em água fria**
  • 1 clara***

* não sei se a tradução que dei é adequada; por aqui temos o que se chama ‘baby spinach’. As folhas deste espinafre são pequenas e o sabor é bem suave

** para lhe dar uma referência, 4 folhas da gelatina que uso é suficiente para firmar 570ml

*** não usei a clara na receita, mas coloco os ingredientes originais

Ingredientes da salada:

  • umas duas fatias de presunto tipo de Parma, rasgado em tiras
  • ½ cebola roxa picadinha
  • cebolinha verde picada bem fina
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • Uma espremida de suco de limão
  • um punhado de agrião – só as folhas

Preparo da musse:

Derreta a manteiga numa panela de fundo pesado e assim que começar a espumar coloque os aspargos picadinhos na panela. Refogue por uns 5 minutos, só para amaciar os aspargos e não dourá-los. Retire do fogo, ponha num prato forrado com papel toalha primeiro, e depois transfira para uma vasilha e reserve. Limpe a panela e leve ao fogo novamente, desta vez com o creme de leite fresco, o leite e alho picado. Assim que chegar ao ponto de fervura baixe o fogo e cozinhe em fogo baixo até que a mistura se reduza a ⅔ da quantidade original – mais ou menos 350 ml. É importante que você respeite a quantidade para a redução pois a quantia de gelatina é para a quantidade de líquido que estamos especificando. Quando a redução acontecer jogue os aspargos picados dentro da panela e ferva por uns breves segundos. Retire do fogo e use um mixer ou liquidificador para bater tudo, juntamente com as folhas de espinafre. Passe a mistura por uma peneira e acrescente as folhas de gelatina que estavam de molho, espremendo bem o excesso de água. Mexa bem para que a gelatina acabe de se dissolver e tempere a gosto. Passe por uma peneira mais uma vez.  Divida a mistura igualmente pelos ramekins e leve à geladeira para firmar.

***Na receita original esta parte era em duas partes: na primeira parte a musse deveria ser colocada na geladeira só por poucos minutos, e não para ficar firme. Após alguns minutos a musse deveria ser retirada a geladeira para ter mais um ingrediente acrescentado a ela.  A clara da lista de ingredientes originais deveria ser batida em picos macios, e acrescentada à musse. Só então a musse deveria ser levada à geladeira para firmar.

Preparo da salada:

Coloque a cebola, cebolinha verde e presunto numa vasilha, acrescentando o azeite, sal e pimenta do reino – ou o que for do seu gosto. As folhas de agrião devem ser acrescentadas por último e a salada deve ser servida com a musse.

22 Comments
  • Suzana

    Responder

    Querida,

    Espargos é algo que me faz sentir em pleno na Primavera. Pena como vc diz que a estação seja tão curta. Ou talvez seja por isso que os verdinhos são tão especiais! Fiquei de olho nesta mousse. Tem de ser uma delícia. Se ainda conseguir encontrar espargos no mercado esta semana, hei-de experimentar.

    Beijo enorme*

    • Trembom

      Chegando junho eles já vão estar nos abandonando. Ainda quero fazer um suflê com eles, e uma torta com queijo de cabra. Vamos ver se dá tempo.

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Morri de saudade de vc agora, Tina. Fiquei lembrando dos nossos passeios. Tudo tão gostoso. Adoro aspargos e essa mousse ficou tão levinha, né? Linda.

    • Trembom

      Querida, muitas saudades daquela tua visita.fizemos tanta coisa bacana. A musse é bem levinha sim.

  • Lucas Spinelo

    Responder

    Parabéns pelo blog, pratos deliciosos e lindas fotos!
    Adorei mesmo, com certeza voltarei buscar algumas receitas aqui, hehe.

    Tenho um blog tbm, se puder ar uma passadinha, ficaria agradecido.
    http://www.benvenuttii.blogspot.com

    Valeu

    • Trembom

      Lucas,obrigada pela visita. vou vistar o teu. Ja guardei o endereço.

  • Moira

    Responder

    Valentina,
    Eu só comecei a comer espargos recentemente, gosto muito, mas acabo comendo os espargos sempre da mesma maneira. Adorei a sua sugestão e acho que também deve resultar bem com cogumelos.

    • Trembom

      Querida Moira, já fiquei aqui matutando na idéia dos cogumelos. Vou testar uma hora destas.

  • Léia Silva

    Responder

    Ai Valentina, tudo que queria era morar em Paris, para mim é a cidade mais linda do mundo!
    Quem me dera poder visita’-la ao menos de dois em dois meses, seria um sonho!
    Bjim
    Léia

    • Trembom

      Ah, aquela cidade é mágica. Eu amo Londres, uma cidade maravilhosa. Mas Paris tem um charme que me encanta. Os lugares nos tocam de forma diferente.

  • Aninha

    Responder

    Valentina querida!
    Que novidade mais saborosa e refrescante! Adorei e já tomei nota para testar aqui.
    Não precisa se desculpar pelo sumiço, sei que estátrabalhando bastante. O importante é que está bem, feliz e iluminada como sempre!
    Beijos e ótima semana!

    • Trembom

      Aninha querida, você é sábia. Se testares me conte. Uma honesta opinião.

  • Marmita

    Responder

    Que maravilha.. deve ser optimo.. nunca provei espargos dessa maneria. adorei a dica. um beijos

    • Trembom

      Marmita, é uma boa maneira de se variar.

  • Ameixinha

    Responder

    Ainda não tive o prazer de comer espargos frescos, essa mousse deve ser uma refeição muito interessante agora no tempo mais ameno 🙂

    • Trembom

      Ameixinha, tens que agarrar a oportunidade quando aparecer. ; o )

  • Léia Silva

    Responder

    Caríssima
    Nessa época de aspargos tenho comido umas 3 vezes por semana, pois adoro!
    Uau, babei nessa musse – mamma mia! E estou curiosa para saber a próxima receita!
    Um abraço
    Léia

    • Trembom

      Eu também Léia. Aspargos são tão saborosos, não?!

  • Laura

    Responder

    Prezada Valentina
    Tenho apreciado bastante suas receitas, desde que me inscrevi no seu blog. Entretanto, estava ficando apreensiva por só estarem aparecendo receitas doces!!! Será que não gosta mais de pratos salgados?! Mas, voilà, chegaram esses aspargos maravilhosos. Gostei muito.
    Vc já ouviu falar de uma plantinha que os mineiros gostam muito chamada “ora pro nobis”? Lembra um pouco a bertalha mas torna-se muito mais interessante que ela, acompanhando carne de porco ou frango. Tomei conhecimento dela na cidade de Tiradentes onde comprei numa quitanda um “maço” e plantei aqui no meu apartamento. Vc tem alguma receita com essa plantinha? Um abraço. Laura.

    • Trembom

      Laura, favoreço receitas de doces neste blog. mas na minha lista de receitas há vários pratos salgados, saladas. Só não fazem mais muito parte deste blog. ; o ) Nunca fiz nada com ora pro nobis, infelizmente. Fico devendo.

  • Paulo RT

    Responder

    Que capricho!
    Adoro aspargos. Embora eu saiba que é muito bom, eu não como carne de porco, então eu só tiraria o presunto de Parma. Eu, claro, porque para quem pode ou gosta, a combinação é perfeita.
    A Apple é uma maravilha, não é? Não tenho o iPad AINDA, mas tenho o iPhone e sempre usei macs, insuperáveis, desde os tempos que o tio Jobs parecia um doido em sonhar com a comunicação a la Jetsons e tecnologias de ponto par o homem comum.
    Show essa musse.

    • Trembom

      Paulo, comprei o meu ipad há um ano, e foi realmente a melhor compra que fiz. O utilizo todo tempo – calhou bem com as minhas necessidades. E foi a primeira vez que tive algo da Apple. e realmente a Apple é fantástica. Agora quero comprar um air book. mas tenho ainda que economizar um bodadito.

Leave a Comment