Madeleines da Ladurée e um livro

33 Comments

Ladurée. Acho que para os amantes de boa pâtisserie este nome não precisa de apresentação. A história da Ladurée vem de 1862, quando uma padaria foi aberta na  rua Royale, perto do Champs Elyséespor Louis Ernest Ladurée, um jovem de idade de 16 anos. A área toda que fica perto da Madeleine que naquela época estava se tornando um dos endereços mais importantes e elegantes de Paris. A loja acabou sendo queimada num incêndio e foi re-erguida e virou uma patisserie. O grande estouro foi em 1930 quando resolveram pegar dois macarons e fizeram um sanduíche com ganache bem cremoso. Muitas coisas aconteceram através dos anos e  Ladurée veio a se tornar um sinônimo de pâtisserie. As lojas têm toda uma decoração que nos faz viajar no tempo, e a qualidade da pâtisserie servida só contribui para uma experiência única. Muitos dos grandes pâtisserie chefs passaram por ai. Incluindo o maravilhoso Hermé.

Ela tem um lindo livro – Sucré, que agora saiu em inglês. A tradução foi feita pela Kerrin do My Kugelhopf.  O livro é lindo começando pela apresentação. Vem numa caixinha, nas cores Ladurée. Ao abrir a caixa o livro vem envolto em papel sêda (acho que este é o nome certo daquele papel). Um papel delicado. Amo o tamanho do livro, pequeno, compacto. A capa tem um toque bem suave, como um veludo. E as fotos do livro são maravilhosas. Suaves, com classe, e a pâtisserie é apresentada como merece: com extrema elegância.

O livro tem uma introdução aonde se aprende sobre a história deste império, e é dividido em:

Macaron, os bolinhos, as sobremesas  ‘glacês et fruités’, as tortas, os ‘entremets et verrines’, os bolos grandes, os ‘viennoiseries’, os ‘gâteux de goûter et confiseries’, os biscoitinhos, as bebidas e as receitas básicas.

Me deliciei ao receber o livro. Ele é lindo e acho que uma boa compra para os amantes de uma boa pâtisserie. E eu não estou ganhando um centavo por falar do livro aqui. Conheço a tradutora, e comprei o livro no site dela, mas esta é a extensão do meu envolvimento. A minha recomendação é a de alguém que ama boa pâtisserie.

A primeira receita que quis fazer foi a minha favorita: as madeleines. Madeleines barrigudinhas, como todas elas devem ser. O segredo da barriguinha é ter a forma na geladeira até levar ao forno bem quente. O choque térmico vai causar a barriguinha que em outras situações não seria bem vista.

Ingredientes:

  • 2 limões sicilianos
  • 160g açúcar granulado
  • 175g farinha de trigo + 3 colheres de amido de milho
  • 2 colheres de chá de fermento para bolo
  • 180g manteiga derretida e esfriada + 1 ½ colher sopa para untar as formas
  • 4 ovos
  • 1 + 2/3 colher de sopa de mel

**joguei sementes de papoula na massa por minha própria conta. Usei uma xícara de 3/4

Preparo:

Raspe os dois limões e ponha as raspas e açúcar juntos numa tigela. Misture bem para ficar com ‘açúcar limão’. Numa outra tigela peneire a farinha de trigo e fermento para bolo.

Numa tigela maior coloque os ovos – gosto de batê-los de leve com um garfo antes, o ‘açúcar limão’, e o mel. Misture bem com um fouet até ficar espumando e de cor pálida. Use uma batedeira se quiser. Ponha a mistura da farinha de trigo com uma colher de metal e misture delicadamente para incorporá-la ao resto. Acrescente a manteiga derretida e utilizando a colher de metal mexa para combinar os ingredientes. Se tiver tempo ponha na geladeira por pelo menos 4 horas num recipiente fechado.

Pré-aqueça o forno – 200oC. Pincele a forma com a manteiga derretida e polvilhe com farinha de trigo. Bata para retirar o excesso. Ponha na geladeira por uns 15 minutos para endurecer a manteiga. Só tire da geladeira quando for começar a assar.

Encha ¾ das forminhas. Coloque no forno por uns 6 minutos se tiver das forminhas pequenas, e 8 minutos se tiver das grandes. Retire do forno, deixe esfriar um pouquinho antes de tirar da forma. Sirva ainda mornas.

33 Comments
  • Debbie Wonka

    Responder

    Oi Valentina!! Acredita que ganhei o livro de presente de Natal do meu irmão? E nem sabia que já havia aqui no Brasil… fiquei feliz da vida! Testarei as receitas e trocamos figurinhas em breve 🙂
    E ó, que 2011 venha cheia de dias doces e deliciosos para todos nós! Beijão

  • coffeeanddessert

    Responder

    Tenho que ir á laduree com urgência… e este post veio aumentar a minha vontade 🙂
    Adorei o seu blog, vou com certeza segui-lo.
    Bjs e Boas Festas

  • Pedro Gabriel

    Responder

    Sou apaixonado pela cozinha francesa, e comprei o livro hoje e mal vejo a hora para me saborear em cada pagina, amnhã acordarei o mais cedo possivel e a primeira coisa será ir ao supermercado, para fazer as compras e começar a desvendar esse mundo que parece ser perfeito.

  • Kerrin @ MyKugelhopf

    Responder

    maravilhoso !! what a post valentina, your photos are just gorgeous. and those madeleines – wow ! they are even more beautiful than those in the book. i love your idea of adding poppy seeds, might just have to do the same. thank you for the lovely mention, much appreciated. muito obrigada minha amiga !! =)

    • Trembom

      Oh, you made my day!! I just could not talk about this trip and not mention you and your blog. You were the whole reason why the trip happend and the whole post was written down. E o seu portugues ‘e muito bom. cada vez fico mais impressionada. I love your blog and I think that the whole world should learnt about it – truly.
      i have not yet talked about the fig bread. I’m waiting for another post. ; o ) Then you will come again.; o )

  • Monica Moura

    Responder

    Oi Valentina,neste calor que esta fazendo aqui em Belem tomar cafe a tarde nem pensar,mas estas madaleines ficariam otimas ate com um copo de suco,kkkk.Deu agua na boca,vou fazer…Amo semente de papoula,mas aqui nao se encontra tao facil…Nossa este livro é um espetaculo,vou procurar na Amazon.fr
    Beijos querida.

    • Trembom

      ah menina, vou mandar uma pelo correio.risos.

  • Debbie Wonka

    Responder

    Meu Deus, Valentina, que coisa linda! Fiquei completamente apaixonada pelo livro e pela receita! As barrigudinhas devem ser uma delíiiicia! Testarei!! 🙂

    • Trembom

      Olha, madeleines são as únicas que podem ter barriguinhas.e serem ainda maravilhosas.obrigada querida

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Tina, lindas as tuas madeleines – sou apaixonada por elas, e com limão, então…
    O livro parece tão bonito! Que legal vc conhecer a tradutora.

    • Trembom

      Madeleines. lindas mesmo com roupinhas de pobre.x

  • Akemi

    Responder

    Amiga, este livro deve ser mesmo lindo e com receitas de aguar a boca! Suas madeleines estão perfeitas, amiga! Adorei a idéia de adicionar sementes de papoula na massa, deve dar um crunchness delicioso!
    bjsss e um lindo domingo!

    • Trembom

      Querida, ele é um livro muito inspirador mesmo. acho que vc realmente adoraria.

  • Aninha

    Responder

    Ai Valentina,
    Como não me canso de vistar teu site! Que “marravilha” de lugar – como diz o Claude Troisgros. Esse livro é lindo, dá vontade de comer.
    E as madeleines ficaram elegantes e chiques.
    Um beijo no seu coração. Boa semana!

    • Trembom

      Aninha, obrigada. VC é uma querida mesmo.tuas visitas sempre me deixam muito lisonjeada.

  • Joselia

    Responder

    Valentina, parabéns pelo site é liiiindo!!!!
    E saiu uma fornada quentinha agora em Outubro, a Ladurée
    lançou o livro ” Ladurée Salé”, significa a versão salagada, comandada pelo renomado chef Michel Lerouet
    Volto aqui para ver as novidades

    • Trembom

      Joselia querida, obrigada. Não sabia do ladurée salé. vou já dar uma olhada no amazon. valeu a dica.

  • Alessandra

    Responder

    Oi Valentina
    Olha só vi este livro hj na Waterstone e me apaixonei…tava em dúvida se ia comprar ou não mas vc me convenceu!!!!
    As madeleines ficaram lindas!!!
    bjos
    Ale

    • Trembom

      Oi Alessandra, ah compre sim. Menina, quando voce esta indo para o brasil? queria tanto tomar um cafe contigo.

  • Claudia Lima

    Responder

    Nunca provei Madeleines, mas imagino que sejam saborosas, fofas e delicadas. Tenho que comprar uma forma e experimentar.
    TB adoro as Poppy Seeds. É tudo de bom!
    O livro é deslumbrante. Uma ótima dica para se presentear tb.
    Bjs 🙂

    • Trembom

      Cláudia, ainda mais voce toda jeitosa..vamos vamos comprar uma forma de madeleines. quero ve-las saindo da tua cozinha. Ah menina, este livro é especial. estou apaixonada por ele.

  • Jô Bibas

    Responder

    Oi, Valentina,

    Açucar granulado é açúcar cristal?
    E quanto ao livro… Tem como comprar pela internet?
    BJô

    • Trembom

      Oi Jô, qual é o oposto do cristal? O livro vende na amazon.veja aqui: http://alturl.com/9made (espero que este curto url dê certo)

  • Stefânia

    Responder

    Oi Valentina!

    Que lindo post e que ótima dica, vou já atrás desse livro…simplesmente um sonho!

    Então, fiquei super feliz em saber que você vai pousar em terrinhas candangas. Gostaria muito de conhecê-la, se tiver um tempinho poderíamos tomar um café, o que acha? Também conheço a Téia, estamos nos tornando boas amigas…podemos fazer algo juntas, o que acha?

    Beijo grande!

    • Trembom

      Stefânia querida, acho a idéia de nos encontrarmos ótimos.I’m up for it como se diz. E quanto ao livro, voce vai amar. voce que é toda delicada, com produções bem bonitas…ah, vai ser um show.super recomendo.

  • Téia

    Responder

    Amiga querida, que fôfas estas madelaines, amei. Realmente Ladurè é tudo de maravilhoso,os macarrons nem se fala, ficam na memória, aff…
    Nosso café já tá marcado, pode ser nespresso (ai, que metida…kkkk….),por favor, ache um espaço na sua agenda, em? Lá em casa e não se fala mais nisso. Quando você chega??? Bjka e um abraço apertado.

    • Trembom

      Os macarrons deles sao divinos. assim como os kugelhopf, eclairs..tudo enfim.risos. nespresso..chique vc. vamos la. tomamos um nespresso.chego dia 18 a tardinha.

  • Anamaria Rossi

    Responder

    Como sempre, um luxo!
    Eu simplesmente amo madalenas!
    A coincidência é que acabo de preparar duas receitas de madalenas, uma doce (cítricos e espécies) e uma salgada (pesto). Estão na geladeira para um brunch amanhã 😉
    Da próxima vez, farei a receita aí de cima!
    Beijo,
    Ana.

    • Trembom

      Ai Ana, vou querer pegar a tua com pesto. Tem um restaurante aqui em Londres aonde se pode pegar madeleines para levar pra casa,quentinhas, saidas do forno.como devem ser comidas.

  • Diulza Angelica dos Santos

    Responder

    Ai que lindo, pena que não conseguimos este livro aqui,sera que vc poderia colocar o site de onde vc, comprou,faço madaleines c, farinha de amêndoas, vou fazer esta, depois te falo, ando viajando pelos lugares atraves das psotagens das suas viagens muiiiiito obrigado vc faz meu dia melhor bjs.

    • Trembom

      Querida Diulza, obrigada. Vc nao sabe como seu comentário é especial. Fico feliz por ter um efeito positivo no teu dia.O site é da amazon. Fui aqui através deste link: http://alturl.com/tqwwd

  • Ameixinha

    Responder

    Parece um álbum de fotografias, daqueles de casamento 🙂 Que lindo, pelas imagens dá para perceber que é uma preciosidade!
    Ainda não fiz madeleines, não tenho as forminhas próprias mas acho-as um encanto. Delicadas, graciosas e com certeza delicisosas 🙂

    • Trembom

      Este livro é lindo, lindo de folhear. E as receitas são de suspirar. Já o tenho há umas duas semanas e não me canso de admirá-lo

Leave a Comment