Madeleines com limão e açúcar, sonhos e paixões

6 Comments

Estava assistindo uma série que comecei a seguir recentemente e nela se falava de sonhos, paixões. Muitos de nós sonhamos em seguir um certo caminho desde cedo, desde pequenos. Outros descobrem novos sonhos ao curso da vida. O que faço hoje em dia é bem distante do meu sonho da adolecência. Foi uma paixão que surgiu em  um período não muito agradável na minha vida, e que passou de um passatempo para algo que me consome, que me faz acordar todo dia pensando em como ser melhor, em como me aperfecionar. A minha vida é levemente preenchida pela paixão de ‘baking’.

Adoro ler  sobre a sua história, sobre técnicas, sobre especialidades dos vários países, sobre ingredientes variados, o porque de se usar uma farinha e não a outra, qual a importância de se bater a manteiga e o açúcar por 2 our 5 minutos, o uso de ingredientes inusitados. Por estar próxima a Paris procuro fazer viagens curtas com um intinerário praticamente gastronômico. Preparo minhas listas aonde incluo patisseries novas, padarias, chocolatiers, mercados. Tudo muito meticulosamente preparado. Sempre incluo um ou dois favoritos. Tudo isto para me proporcionar descobertas.

E tenho uma paixão imensa por madeleines. Estas delícias caem no grupo das famosas ‘viennoiserie’, os doces influenciados pelo estilo de Viena que começou a aparecer em Paris por volta de 1839. Já me aventurei por algumas variedades da receita tradicional, incluindo uma em que usei óleo de cänola ao invés da manteiga. Apesar do resultado ter sido fantástico, tecnicamente não é mais uma madeleine pois esta é composta de manteiga. Nesta receita deste post as raspas de limão são colocadas na manteiga derretida e fazem uma infusão na manteiga. Já fiz uma outra vez colocando folhas de ‘lemon verbena’ (não descobri o nome em português) para fazer uma infusão. Adorei o açúcar com limão com que se polvilha as madeleines.

Madeleines com limão e açúcar

Inspirado na receita de uma  edição de culinária francesa da revista australiana Gourmet Traveller

Rendimento: por volta de 24 – tudo depende do tamanho da forma

Ingredientes para as madeleines:

  • 120g manteiga sem sal
  • raspas de 2 limões
  • 3 ovos em temperatura ambiente
  • 100g açúcar refinado
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo peneirado*
  • 1 colher de sopa de mel
  • pitada de sal
  • 175g farinha de trigo peneirada
  • 1 colher de chá de fermento em pó

Ingredientes para o açúcar de limão:

  • 40g açúcar de confeiteiro peneirado
  • raspas de 1 limão siciliano

Forma de madeleines

Preparo:

  1. derreta a manteiga em fogo baixo, e uma vez derretida retire do fogo e coloque as raspas de limão e deixe esfriar;
  2. bata os ovos, açúcares, mel e uma pitada de sal em uma batedeira com batedor de claras até que a mistura fique clara e fofa ( uns 4 a 5 minutos). Peneire a farinha de trigo e fermento e acrescente à mistura delicadamente;
  3. ponha a manteiga derretida com as raspas de limão na massa aos poucos e vá mexendo delicadamente para encorporá-la à mistura. Quando acabar cubra a mistura com papel filme e leve à geladeira por umas duas horas pelo menos;
  4. uma hora antes de tirar a mistura da geladeira derreta um pouco de manteiga e pincele a forma e leve à geladeira até a manteiga endurecer o que será un s 15 minutos aproximadamente. Retire da geladeira e pincele mais uma vez com a manteiga derretida esfriada e leve novamente à geladeira. Ligue o forno a 180oC;*
  5. quando o forno estiver na temperatura certa retire a forma da geladeira e divida a massa entre os buraquinhos. Asse por algo entre 8 a 10 minutos – vai depender do tamanhoda sua forma. Repita o processo até usar toda a massa;
  6. enquanto as madeleines estão assando prepare o açúcar com raspas de limão simplesmente colocando os ingredientes em uma vasilha e misturando. Polvilhe as madeleines com este açúcar e as consume ainda mornas – não a nada melhor.

P.S: caso você ache a minha maneira de untar a forma muito trabalhosa, faça da sua maneira. Há uns anos comecei a usar esta forma de colocar as formas na geladeira seguindo uma dica do Ottolenghi. E minhas madeleines ficam sempre barrigudinhas.

6 Comments
  • Greg

    Responder

    Oi Mana, elas estão lindas e parecem extremamente saborosas. Olha a tradução é Verbena Limão mesmo, não é tão fácil achar – ao menos em Brasília – mas fica a dica de utilizar o Capim-Limão pode ser um substituto a altura, outros tipos de Verbenas também podem ser utilizadas testando-se o sabor primeiramente.

    • Trembom

      Oi Mano, valeu muito a tradução. Já anotei. E a dica do substituto também. Madeleines são muito deliciosas,e ainda mornas é a hora perfeita de saboreá-las. Aqui tem um restaurante que gosto muito aonde se pode pedi-las ao fim da refeição, e as assam na hora. Vc as recebe ainda quentinhas Divinas.

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Tina, então nós compartilhamos não só a paixão por baking como também por madeleines – estou em busca de uma receita gostosa para estrear a minha forma nova e acho que estas aqui serão perfeitas para isso. Ficaram lindas. Adorei a idéia de fazer uma infusão com a manteiga e as raspinhas de limão. Idéia fantástica.

    • Trembom

      Pois é amiga, nós e nossos gostos parecidos. Você também as veste de forma diferente. Adoro ver no TK. Depois te mando um email falando da variação do Heston.

  • Diogo Marques

    Responder

    A paixão pelo “baking” é uma excelente paixão e claro…bem doce 😉

    Adorei essas madalenas, ficaram mesmo perfeitas, parabéns! 🙂

    • Trembom

      Diogo, quisera eu Ter um trabalho nesta área exatamente, e poder passar horas a mexer com farinhas, massas, açúcar..e criações das mais variadas. Sempre embusca da perfeição.

Leave a Comment