Duas formas de servir um crumble de ruibarbo

15 Comments

Alguns de vocês podem reconhecer este prédio de um filme que foi um grande hit em 1999. A casa aparece em uma cena aonde a personagem feminina principal está participando de um filme de época. O filme é Notting Hill e a cena é com a atriz Julia Roberts. Estava no norte de Londres outro dia e fui passear em Hampstead Heath aonde esta casa se encontra. Chama-se Kenwood House. Esta mansão pode ser visitada por dentro e a entrada é free. Tem muitas pinturas incluindo Rembrandt, Turner e Vermeer.  Se você quiser saber mais sobre Kenwood House é só clicar aqui. Do lado de fora há uma área imensa, por onde você pode passear, fazer piquenique. No verão, oficialmente começando em 21 de junho nestas partes, há concertos ao ar livre em Kenwood.

Já tive  a oportunidade de ir a muitos concertos em Kenwood, em dias longos de verão em que às 9 da noite ainda há luz. São ótimos eventos, regados a Pimm’s – uma bebida bem britânica com cara de verão, e comida. Nas vezes em que participei de piqueniques nestes concertos trazíamos a comida, colocávamos um cobertor na grama e curtíamos o evento. Muitos terminávamos com fogos de artifícios.

Esta casa foi remodelada no século 18 e ao longo de sua existência já viu tantas mudanças, e ao mesmo tempo manteve sua essência. Acho que é muito  importante  manter   fidelidade à nossa essência ao mesmo tempo em que vivenciamos experiências variadas, nos enriquecendo mas sem nos transformar em algo irreconhecível.

Esta receita me fascinou por ter pego um clássico e lhe dar uma roupa de festa. Toma esta sobremesa bem britância que surgiu na época da segunda guerra mundial devido ao racionamento de alimentos, e põe roupa de festa nela.  Cinderela vai ao baile. A essência do crumble esta ái, e você pode dar uma variada.  Gostei muito do conceito, e por isso quis muito dividir com vocês embora muitos de vocês estejam bem familiarizados com o crumble. Acho que é algo que pode ser adaptado para vários tipos de crumbles, e com vários sabores de sorvete. O creme inglês talvez tenha que ser mudado para adaptar o sabor dos crumbles. Neste caso ruibarbo e creme inglês representam um clássico britânico. O azedinho do ruibarbo é casado com o doce do creme inglês. Aqui o gengibre é também uma ótima adição ao ruibarbo pois os dois se casam muito bem.

As fotos estão bem ruins, mas vamos lá.

Duas variações de crumble de ruibarbo

Inspirado nas receitas de Jun Tanaka no livro Simple to Sensational

Para o crumble tradicional

Ingredientes para o ruibarbo pochet :

  • 500g de ruibarbos lavados e cortados em pedaços de 1 cm
  • 200g açúcar
  • 100ml de Grenadine ou equivalente**
  • 70g gengibre fresco sem casca e picadinho
**suco de laranja também vai bem

Ingredientes para o crumble

  • 100 farinha de trigo
  • 70g amêndoas moídas
  • 1 colher de chá de gengibre em pó
  • 70g de açúcar
  • 70g manteiga sem sal gelada e picada só na hora de colocar na mistura

Preparo dos ruibarbos:

Coloque os ruibarbos picados numa tigela larga. Coloque os outros ingredientes numa panela e leve ao fogo médio e deixe ferver. Jogue por cima dos ruibarbos, cubra a tigela com umas duas camadas de plástico PVC e deixe descansar por uns 30 minutos.

Preparo do crumble (ou cuca):

Coloque a farinha de amêndoa, de trigo, gengibre em pó e açúcar numa tigela. Mexa com o fouet para incorporar os ingredientes. Ponha os pedacinhos de manteiga por cima e usando a ponta dos dedos trabalhe a manteiga na mistura. Você quer atingir uma textura esfarelada. Se preparar o crumble antes do resto, coloque num saquinho e leve ao congelador até a hora de preparar. Assim você mantem tudo firme e a manteiga não começa a derreter antes de entrar no forno.

Montagem:

Pré-aqueça o forno – 180oc.

Pegue a vasilha em que for preparar o crumble e transfira os pedaços de ruibarbo para ela – sem a calda. Jogue o crumble por cima e leve ao forno por uns 25 minutos. Você quer que o ruibarbo fique cozido e o crumble doure. Se precisar deixe mais um pouco no forno do que o tempo estipulado aqui.

Para o crumble ‘descontruído’:

Os ingredientes são preparados individualmente e montados no final

Ruibarbos:

Para esta forma de servir o crumble você prepara os ruibarbos como na receita anterior. Aqui eu pegaria os ruibarbos após os 30 minutos em que ele fica de molho, e daria uma leve esquentada com a calda para amolocê-lo um pouco. Sem deixar perder a forma.

Crumble:

Você prepara o crumble como na outra receita, e depois de preparado deve ser espalhado numa assadeira e levado ao forno por uns 15 minutos para tostar.

Retire do forno e deixe esfriar.

Sorvete de baunilha:

Prepare a sua receita favorita ou compre se quiser. Sempre uso uma receita do David Lebovitz

Creme inglês ou custard:

Ingredientes:

  • Água gelada
  • 125ml leite
  • 125ml creme de leite fresco
  • 1 bago de baunilha, com as sementes retiradas
  • Uma gota de extrato de baunilha
  • 5 gemas de ovos médios
  • 45g açúcar

Preparo:

Pegue as gemas e o açúcar – coloque numa tigela grande o suficiente para acomodar a mistura do leite depois,  e misture bem com o fouet. Reserve. Coloque o leite e creme de leite mais baunilha – sementes e bago, numa panelinha, dê uma misturada  e leve ao fogo médio até que chegue no ponto de fervura. Enquanto a mistura esta na panela ponha água gelada  numa tigela – gosto de colocar pedaços de gelo na tigela também, e ponha uma tigela menor por cima. Assim que a mistura se aproximar do ponto de fervurar derrame lentamente por cima da mistura dos ovos mexendo com um fouet sem parar para incorporar tudo. Devolva a mistura ao fogo e mexa até que a mistura comece a engrossar. Ela vai revestir a parte de trás da colher. Você quer uma espessura de mingau. Ao atingir o ponto transfira a mistura para a tigela sobre a água gelada para que esfrie.

Montagem do crumble deconstruído:

Pegue as tigelinhas em que for servir o crumble. Primeiro coloque um pouco do creme inglês, depois os pedaços de ruibarbo – sem a calda. Jogue o crumble por cima, e termine com uma bola de sorvete. Mais um tiquinho de crumble por cima do sorvete vai muito bem. Sirva Super refrescante.

15 Comments
  • Suzana

    Responder

    Valentina querida,

    Se o Pedro vê esse seu crumble de ruibarbo não vai sobrar nadinha, risos! Gostei muito da versão (des)construída. Vale bem experimentar pois com esse aspecto e a combinação de sabores tem de ser deliciosa — assim eu encontre ruibarbo no mercado!!

    Essa Kenwood House tem um ar bem interessante. Mais um local que vou querer visitar na próxima oportunidade. 😉

    Beijo enorme na sua bochecha fofa*

    • Trembom

      Amiga, pois prepare uma versão (des)constuida pra ele de um sabor qualquer e depois me conte se ambos gostaram. Acho que até a tua gata matreira vai querer provar.risos. anote kenwood. Faço questão de levar voces lá. vamos passear bastante. vc conhece Hampstead heath e mais?

  • Léia Silva

    Responder

    Querida Valentina
    Tirei duas semaninhas de férias para poder curtir a minha familia que veio me visitar!
    Não lembro-me de ter assistido a esse filme. O lugar é lindo!
    Hehehe, gostei muito da expressão: sobremesa com roupa de festa
    Como ja’ disse nunca comi ruibarbo e tenho muita vontade de experimentar.
    Bjim com karim
    Léia

    • Trembom

      Espero que tenhas curtido horrores com a família. Assim também descansastes dos estudos. Anotei kenwood no caderninho para a visita a Londres.

  • Lylia

    Responder

    Uma ideia deliciosa e um lugar maravilhoso.
    BJ,
    Lylia

  • Lylia

    Responder

    Que lugar lindo, Valentina!
    E a receita,então…!
    Bj,
    Lylia

    • Trembom

      Lylia, ,este lugar é realmente muito bonito. Vale muito a pena visitar. Muito verde, tranquilo. Gostoso de assistir as pessoas passeando.

  • Mônica

    Responder

    Consegui me transportar até a mansão maravilhosa e fiquei saudosa do começo de verão ao ver as pessoas caminhando pelo parque!! Suas fotas são lindas e emolduram divinamente essa sobremesa que deve ser incrível! Adoro ruibarbo, minha mãe os tem plantado, mas estão minguando, acho que seria possível transplantar algumas mudas para vasos dentro de casa como você mencionou em outro post, não é?
    Beijo no coração.

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Tina, querida, eu adoro crumble de tudo quando é fruta e com ruibarbo é um dos meus preferidos. E esta maneira nova de servir é simplesmente fantástica! Vou provar.

    • Trembom

      Pat, esta variação te dá uma ótima opção. Vc pode brincar com esta sobremesa. Depois me conta.

  • Cristina Lunardeli

    Responder

    Também me lembro de ter visto a casa no filme, mas ruibarbo nunca comi, nem mesmo sei se reconheço ao ver pessoalmente! já encontrei tantas receitas com ele que a cada vez fico mais curiosa com o sabor!
    Bj

    • Trembom

      Esta casa já esteve em outros filmes também. Se vc vier a Londres vale a pena visitar. O local é lindo. Num dos meus posts aqui tem foto de ruibarbo. assim vc se assegura de que vai reconhecer os ruibarbos quando os vir pela primeira vez.

  • Ameixinha

    Responder

    Reconheço o lugar de ver o filme, ruibardo conheço de ver ao longe mas nunca comi… as fotos estão bem apetitosas 🙂

    • Trembom

      Querida, é uma otima receita para dias quentes. E como comentei no post, versátil. Pode-se usar vários tipos de crumble. Um crumble de verão.

Leave a Comment