costeletas de cordeiro com prosciuto, servidas com feijão e mandioquinha

13 Comments

Esta receita é da Donna Hay. Foi convidada de um show de culinária da BBC1. Achei bacana vê-la pela primeira vez, falando, uma pessoa real. Há anos compro suas revistas, livros, e para mim ela era um ser inanimado. Uma coisa que sempre me cativou nos trabalhos da Donna Hay foi o fato de que ela propunha uma comida diária com cara de grandes banquetes, com cara de comida especial. Não porque ache que comida tem que ser ‘chique ou sei lá-o-que. Mas porque acho que cada vez que nos alimentamos devemos fazer com que esta refeição seja especial, seja algo único. O alimento é vital para a nossa sobrevivência, e deve ser sempre celebrado. O seu consumo deve ser motivo de festa.

O apresentador do show perguntou a ela como foi a sua carreira e formação, e ela contou que havia feito treinamento; não para ser chefe, mas para trabalhar com comida caseira. Ela é quem faz todo o ‘styling’ das suas fotos.

Esta receita é bem dentro da filosofia que conheci e reconheci como sendo da Donna Hay. Simples, gostosa e apresentada com esmero.

Usei parsnips e acho que no Brasil o mais próximo seria a mandioquinha. Quando acrescentar o sal o faça em quantidade mínima, para que a doçura natural da mandioquinha seja preservada. Quanto ao feijão fava, se você encontrá-lo enlatado use-o assim mesmo.

Ingredientes:

Para o cordeiro:

4 costeletas de cordeiro duplas, aparadas

110g de goiabada/marmelada

Sal e pimenta-do-reino moída na hora

8 faitas de prosciuto/bacon

2 colheres de sopa de azeite de oliva

175g de vagem, aparada

175g de feijão fava

250ml de caldo de legumes

75ml de vinho tinto seco

25g de manteiga

Para a mandioquinha:

600g de mandioquinhas descascadas e cortadas em tiras – use um mandolim

60g de manteiga derretida

2 colheres de sopa de açúcar mascavo claro

sal

Pre-aqueça o forno – 200oC.

Espalhe o equivalente a uma colher de chá de goiabada/marmelada nas costeletas de cordeiro. Salpique as mesmas com um pouco de sal e pimenta-do-reino. Depois pegue duas fatias de prosciuto/bacon e embrulhe uma costeleta com elas. Faça o mesmo com as outras. Pincele-as com azeite de oliva e reserve.

Esquente uma frigideira e quando estiver bem quente coloque as costeletas por uns 50 segundos de cada lado, ou até que o prosciuto/bacon fiquem dourados. Retire da frigideira e reserve.

Pegue a vagem e feijão fava e transfira-os para uma travessa untada e que possa ir ao forno. Derrame o caldo de legumes e vinho na travessa e ponha uns pedaços de manteiga por cima. Coloque o carneiro por cima e leve ao forno por uns 10 min, até que o cordeiro asse.

Para as mandioquinhas:

Coloque as tiras de mandioquinha numa assadeira e salpique com a manteiga, sal e açúcar. Leve ao forno por uns 12 min. Retire do forno e separe bem as tiras.Devolva ao forno por uns 10 minutos, até que fiquem bem crocantes e douradas.

Na hora de servir, coloque uma colherada da mistura de feijão no prato, e a costeleta por cima. Ao lado coloque um montinho de mandioquinhas crocantes e sirva.

13 Comments
  • Cláudia

    Responder

    A-m-e-i este prato e os acompanhemtos. Delicioso.bjs

  • bia

    Responder

    Valentina, vc esta a toda estes dias que eu estou a nada ! Estou aqui rindo com o ser inanimado…Adorei a receita, bem Donna Hay mesmo, bjs

  • Eliana Scaramal

    Responder

    Amiga nota mil, lindo o prato!

  • Nina

    Responder

    Encontra-se mandioquinha com facilidade por ai? que bom, acho o sabor dela único.bjo.

  • Valentina

    Responder

    Laila, já me fizestes rir. Se pudesse te convidava para vir comer comigo.Laurinha, os chips são ótimos. gostei de comer as porções só para beliscar mesmo.Clarice, acho que hoje em dia muita gente se concentra em ser esnobe com relação a comida e se esquece do básico. Loris, é mulher. Só datilografei ele uma vez por erro.Pat, obrigada.Paula, obrigada.Agdá, obrigada. Verena, vou lá ver o teu prato. gosto bastante da Donna Hay.

  • Verena

    Responder

    Val, que lindo prato!!! Deve ser maravilhoso!!!Eu já estou namorando alguns livros e revistas dela há tempos, mas aqui ainda estão muito caros e não consegui importar…Um beijo grande,VerenaPS: fiz um post ontem que por pouco não entrou para o Rei da Quinzena (Feijão). http://www.mangiachetefabene.wordpress.com

  • Agdah

    Responder

    Muito linda a foto. Tenho certeza que estava muito bom. Apesar de ouvir falar muito em Donna Hay, eu não conheço muito o trabalho dela. Preciso.

  • Paula Amanda

    Responder

    Que receita boa! Uma tentação para o final de semana!!!!A foto ficou maravilhosa!Abraços,Paula Amanda

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Amiga,Você me apresentou às receitas dela e nunca mais consegui ficar sem os livros e as revistas!Realmente a comida é linda e nos deixa ainda com mais vontade de provar.Seu prato está magnífico!

  • loris

    Responder

    Adoro o seu blog. Está nos favoritos como muitos outros. Descupe minha ignorância. Mas Donna é homem ou mulher. porque você fala em ela ou ele?é só curiosidade?beijos loris

  • Akemi

    Responder

    Adorei seu texto, amiga! Comida é isso mesmo, combustível para nosso corpo e às vezes o tratamos tão mal com porcarias! Adorei este prato, tão colorido e apetitoso como tudo o que prepara!

  • Laurinha

    Responder

    Delícia mesmo, estes ‘chpis’ de mandioquinha… inda ontem tivemos mandioquinha, mas purê, um saldinho de um pão que fiz…As costelas, aiai, deliciosas!Beijinhos,

  • laila

    Responder

    ai que delicia de refeição!!!exatamente oq vc disse, simples mas tratada com cuidado, zelo, não? linda as cores, me concentro no aspecto visual pra não babar de vontade, pq se eu for imaginar esses sabores ficarei babando aqui na frente da tela…essas favas…ai nao quero enm pensar!!!

Leave a Comment