Cookies de fubá e damascos secos

15 Comments

Outro dia fui tomar café na casa de uns amigos. Adoro tomar café com amigos, sem correria, com bastante tempo para bater papo. Acho que qualquer pessoa que tem um café da manhã como o meu durante a semana, tem direito e obrigação de tomar café decente no fim de semana. Para se lembrar que esta correria semanal não é normal e aceitável. Na semana tomo um copo de vitamina e minhas vitaminas em casa. Pego o meu capuccino ou café latte na estação aonde pego o meu trem para Londres. Ha uma cafeteria excelente na estação e as pessoas que trabalham lá, além de fazerem um ótimo café, por um preço barato e são extremamente amigáveis. Te dão bom dia, e ao te ver já vão preparando o café da tua preferência.

Voltando ao café da manhã da casa dos meus amigos, foi um ótimo café. Tomei uma vitamina deliciosa, com cereal e iogurte (prefiro iogurte com cereal do que leite com cereal), comi morangos, brioche, tomei café… Tudo isso regado a um ótimo papo, e sem pressa. Um dia que começa assim me deixa com uma ótima disposição. E ao chegar em casa naquele mesmo dia fui direto para a cozinha. Quis preparar algo para levar pro trabalho, deixar numa latinha para aquelas horas no meio da tarde em que vou tomar o meu afternoon tea. Não gosto das coisas a venda na cantina, e acabo muitas vezes comprando uma destas coisas que não gosto para saciar a fome. Quando não compro algo que não gosto, compro algo que não devo.

Tenho muito fubá em casa. Comprei um pacotinho outro dia mas também ganhei um outro de uma amiga que achou num supermercadinho perto da casa dela. Apesar de adorar o presente e a lembrança já fiquei pensando o que fazer com mais fubá. . E estou tentando fazer várias coisas com ele logo pois a quantidade é grande e não quero que chegue na validade. Neste espírito, ao chegar em casa e resolver ligar o forno o fubá já me veio à cabeça. Fui bem atrás da receita dos cookies da Kim Boyce que já tinha feito anteriormente. A receita é bem prática, de preparo rápido

A primeira vez em que fiz esta receita usei mirtilos secos, tal qual manda a receita. Mas desta vez não tinha mirtilos e usei os damascos secos que estavam na minha latinha de frutas secas. Tinha também tâmaras e figos, mas favoreci os damascos. A verdade é que tenho uma fraqueza imensa por eles, ao ponto de não me permitir mais comê-los como snacks. Houve uma época em que sempre tinha damascos na minha gaveta no trabalho para aqueles momentos em que bate uma fome no meio da tarde. Só que muitas vezes não parava de comer até me sentir muito cheia. Como comedidamente hoje em dia, mas sempre tenho damascos em casa.

Estes biscoitos têm cara de fazenda pra mim. Acho que é o fubá que me faz fazer esta associação com interior, fazenda. Algo rústico. São biscoitos que usariam galocha, camisa xadres. Nada de roupa de festa e saltos. Estes cookies são ótimos, e o amido de milho e fubá combinados lhes dão uma textura esfarelada. Quando assados eles ficam com uma casquinha crocante, e por dentro macios. São sequinhos. Amigos de café e de chá também. É fácil pegar um e comer assim, andando pela casa. E depois pegar mais um. É bom fazer quando vem gente visitar pois assim a culpa é dividida.

Inspirada na receita Cornmeal Blueberry Cookies da Kim Boyce, do livro Good to the Grain

Ingredientes:

Secos

  • 2 xícaras de amido de milho**
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de fubá
  • 1 ½ colher de chá bicarbonato de sódio
  • 2 colheres de chá de ‘creme tártaro’( cream of tartar)
  • 2 colheres de chá de sal

Molhados

  • 225g manteiga sem sal cortadas em cubos
  • 2 xícaras de açúcar mascavo
  • 2 ovos
  • ¼ xícara de leite
  • 1 xícara de damascos secos picados

Para o acabamento:

  • ½ xícara de açúcar cristal

**’xícaras medidoras padrão

Preparo:

Pré-aqueça o forno – 180oC. Unte duas assadeiras com manteiga e reserve.

Peneire os ingredientes secos numa vasilha. Coloque a manteiga e açúcar numa tigela e utilizando a pá da batedeira bata em velocidade baixa até que os ingredientes se combinem. Só então aumente a velocidade e bata por uns 2 minutos para que a mistura fique cremosa. Pegue uma espátula e mexa para se assegurar que nada está no fundo da tigela. Acrescente os ovos um por um, batendo bem após cada adição. Por fim acrescente a mistura seca em velocidade baixa e bata só para que os ingredientes se misturem. Acrescente o leite e os damascos. Você quer que os ingredientes se combinem, mas não quer bater em excesso.

Coloque o açúcar para o acabamento numa tigela. Faça bolas com a massa – quantidade equivalente a umas duas colheres de sopa. Vá colocando as bolas num prato até que a massa seja toda utilizada. Depois role cada bolinha no açúcar para o acabamento. Disponha as bolinhas nas assadeiras deixando uns 6 cm entre cada uma pois se espalham bem ao assar. Os cookies que forem ser assados depois devem ser deixados na geladeira até a hora de ir ao forno. Caso contrário a massa vai ficar muito mole esperando a sua vez. E se espalharão de forma desengonçada ao assar. Asse por 20-22 minutos, virando a assadeira na metade do tempo para se assegurar de que os cookies vão assar dos dois lados. igualmente. Eles se espalham bem e crescem também, dando uma leve rachada quando prontos. Retire do forno, deixe na assadeira por uns 5 minutos antes de transferir para a grelha.

15 Comments
  • Mônica

    Responder

    Aqueles farelinhos em cima da toalha…quase pude tocá-los!! Ah como é reconfortante um bom café coado e uns biscoitinhos…delícia para o paladar e para a alma!
    Beijo no coração.

    • Trembom

      Monica, às vezes me pertinho como algo tão simples pode ser tão gostoso e nos satisfazer tanto. Paladar e alma.

  • Ana Paula de Jesus Louvem

    Responder

    Tina,

    Sabia que fubá é o meu fraco? Eu amo fubá! E semana que vem (quando estarei de férias) farei essas delícias e te mostrarei.

    Ontem fiz uma geléia de casca da melancia. Vou te mandar as fotos e o passo-a-passo. O sabor não lembra melancia, mas fica muito saboroso. Temperei com cravo e cardamomo. Faltou o gengibre (não coloquei porque o marido não é muito fã).
    Um beijo.

    • Trembom

      <Ana, estou curiosíssima para saber mais desta geléia. Fico aguardando o passo a passo. Entendo fubá ser um farce pois é tão mágico.

  • Ameixinha

    Responder

    Seria um prazer dividir a culpa contigo 😉

    • Trembom

      Oh minha amiga, ai nao seria nem culpa. Seria cumplicidade. risos. A ti digo que tens que fazer estes biscoitos.

      • Ameixinha

        Só não faço porque cremor tártaro não consigo mesmo encontrar por aqui 🙂

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Tina, eu adoro esse livro! E preciso provar estes biscoitinhos – adorei a idéia de usar damasco!

    • Trembom

      Este livro é inspirador mesmo. O trabalho da kim é lindo. Espero que ela faça um parte dois ou algo do gênero. Olha, eu gostei do mirtilo nos biscoitos, mas os damascos também são de matar de bons

  • Su

    Responder

    Fotos simplesmente espetaculares. E essas cookies… mon Dieu… parecem uma delicia 🙂

    • Trembom

      Su, obrigada. Que delícia de visita. voce pode brincar com que frutas secas usar aqui.

  • Anamaria Rossi

    Responder

    Que delicia, Valentina! Soh nao faco agora porque nao tenho cremor tartaro, e porque estou exausta depois de cozinhar para uns amigos aqui em casa. Um tambaqui ao forno, com gostinho de Brasil. Mas assim que fizer te conto. Beijo.

    • Trembom

      Oh Ana, tambaqui! Que delícia. Se fizeres depois me conta o que achastes, tá?

  • Gina

    Responder

    Tina,
    Ando fazendo algumas receitas com fubá de canjica, justamente por ter comprado 1 kg e ter adorado. Aliás, todos os derivados do milho me agradam. O mingau preferido é o de fubá, por exemplo.
    Biscoito é o melhor acompanhamento para um chá ou cafezinho e esse seu deve ter ficado divino.
    Lendo o seu perfil, descobri que nossas mães têm o mesmo nome…
    Bjs.

    • Trembom

      Gina, menina, 1 kg! Não me fale de mingua. Agora vou matutar qual o que mamae fazia. nao lembro se era com fubá. Entao temos mais uma afinidade, mães chamadas nilza. Não é um nome comum, hey?!

Leave a Comment