Charutos de arroz

31 Comments

Amo charutos. Mamãe fazia com repolho, arroz e carne moída.Depois que vim morar na Inglaterra comecei a comê-lo com arroz, ervas e sem carne. E amo. Geralmente os comprava na Marks & Spencer . Os charutos vendidos por lá são de comer rezando, como diz a minha querida amiga Iliane. Compro um pacotinho e como todo sozinha. Desenfreada, numa mistura de fome e pura gula. Andando pelos corredores do meu supermercado local vira e mexe via uma bolsinha de folhas de parreira. E sempre pensava: charutos. Até que um dia pensei comigo mesma: tô esperando o que? Comprei a bolsinha e esta manha resolvi que tinha que fazê-los, pois acordei com um desejo incontrolável de comer charutos. Sei lá de onde veio. Receitas de charuto abundam, mas resolvi fazer a que vinha no pacotinho – seguindo o exemplo da Karen de ler as receitas dos pacotes. Você pode não acreditar, mas li a receita milhões de vezes e nunca vi a linha ‘carne moída’. Para mim era a receita perfeita, pois não queria mesmo fazer com carne moída. Só ao colocar os charutos na panela e dar uma checada no pacote é que vi ‘CARNE MOÍDA’, e fiquei chocada. Tarde demais. Não ia jogar nada fora. Ou mesmo acrescentar a carne, pois nem carne tinha em casa. Bem, pensei, seja o que Deus quiser. Fica no capítulo aprendizado. E mandei brasa.

Afinal, após ter apanhado de 20 a 0 das folhas de parreira, e de ter enrolado os charutos com a minha cara – suja, ia cozinhá-los sim. Sem sombra de dúvida. Gente, enrolar os dito cujos foi um martírio. E quase me reduzi a lágrimas. Frustração me faz chorar. Vou logo dizendo de antemão que se alguém tiver alguma dica pode mandar para cá, pois será bem vinda a sugestão. Os últimos ficaram melhorzinhos, mas os primeiros ficaram um verdadeiro horror. Além dos ingredientes listados abaixo quero dizer que acrescentei passas bem picadinhas. Por quê?Porquê já tinha comido assim em algum lugar. Tenho que fazer esta receita outras vezes, pois tenho que conseguir enrolar os charutos perfeitamente.

Eis a receita:

1 pacote de folhas de parreira – 250g

454g de carne moída***

100g de arroz (não cozido)

1 cebola picadinha

1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem

3 colheres de sopa de purê de tomate

3 colheres de sopa de suco de limão

2 colheres de sopa de salsinha picadinha

Canela em pó – uma pitada

Pimenta-do-reino moída na hora e sal

Preparo:

Prepare as folhas de acordo com as instruções do pacote – tenha cuidado excessivo com elas, pois achei que se partem facilmente.

Coloque a cebola para refogar no azeite de oliva e quando estiver pronta retire do fogo. Misture todos os outros ingredientes e misture bem. Vá recheando as folhas uma por uma. Não posso neste estágio dar dicas de enrolação, pois como disse acima sofri. Quando descobrir o caminho do arco-íris volto aqui com um passo-a-passo. Quando todos os rolinhos estiverem prontos coloque-os bem aconchegantemente (se tal palavra existe) no fundo da panela. Coloque água para cobrir os rolinhos e mais um pouquinho. Coloque um pratinho por cima e tampe a panela. Ponha em fogo baixo e cozinhe por uns 45 minutos ou até que a água seja absorvida. Talvez porque não usei a carne e faltou um pouco do caldo que a carne dá, os meus rolinhos secaram muito rápido e tive que por um pouquinho mais de água. Vi em outras receitas que tem gente que põe caldo de legumes ao invés de água pura. Mas não testei.

Apesar de todas as dificuldades do enrolar, e de terem secado muito rápido, curti os meus charutinhos, mesmo capengas. Os próximos ficarão melhores.

31 Comments
  • Anonymous

    Responder

    Olá meu nome é Ana, faço sempre charutos com folha de couve, coloco 2/3 de arroz e o restante em carne, espremo um limão para temperar, ponho um tomatinho pequeno sem pele e sem sementes bem picadinho, algumas folhinhas de hortelã e uma cebola picada, pimenta síria e sal.Fervo a agua e só molho a folha da couve para amolecer.Coloco o equivalente a uma colher de sopa para 1/2 folha de couve mais ou menos dois dedos acima da folha, cubro a mistura, dou uma puxadinha para deixar bem firminho ( não muito senão estoura a folha), dobro as laterais, e a parte superior para dentro escondendo assim as imperfeições da folha, depois enrolo. Coloco no fundo de uma panela de pressão os talos da couve, sobre eles assento os charutos com a dobra para baixo, assim ele não abrem, assento todos bem arrumadinhos no fundo da panela. Espremo o suco de um limão por cima, mais 1/2 xícara de água, e coloco por cima um pires de chá emborcado (que fará com que todos fiquem bem precionados contra o fundo da panela). Ligo o fogo e rapidinho está pronto. Espero ter ajudado, bjs. ANA(anaaccennato@msn.com)

  • Katita

    Responder

    Lindas as fotos do TB, Valentina… lindas.

  • Márcia

    Responder

    Amiga querida a bem da verdade…voçê anda arrasando nas receitas. E a beleza dos pratos e fotos também não me passaram despercebidos. Minha mãe fazia como a Daniela, charutos de abóbora com carne seca…bom demais!!! Beijos

  • andrea

    Responder

    a manha é vc colocar o recheio na folha central e ir envelopando com as folhas laterais.delicia de comida, vou pedir pra minha tia fazer pra mim!bjs

  • Regina

    Responder

    Valentina,conversei com uma amiga libanesa e ela disse para não colocar muito arroz pois ele cresce e estufa muito.bjs

  • Eliana Scaramal

    Responder

    Desculpa meter o dedinho pra não dizer o corpo todo na conversa. hehehe Itza vc pode sim branquear e usar essas folhas, aqui eu compro a folha normal tirada da planta sequinha embalada em bandejinha de isopor, é só lavar bem e colocar na água quente, não deixe cozinhar demais em, é jogo rapido.

  • valentina

    Responder

    Sonia, tenho que praticar mais para chegar a perfeicao.Karen, e verdade amiga. Queria acertar sempre..mas não e possivel..rsssSilvia, sugeriria dar uma reduzida na quantidade de pure de tomate.Acho que a quantidade da receita e ideal quando se tem carne.Ana, esta tua vo era uma fofo, maos de fada,não?1/ Pois e, vou continuar praticando.Sou louca por eles.Ivana, achava que ia ser facil, viu?!/E olha que não enrolei todo o pacote de folhas.Que suadeira.Pat, achoq eu tenho dificuldades em coisas assim.Tem gente que tira de letra. Ah, esta do denial e otima. Vai ver que foi isso mesmo.rsssRegina, querida, me de umas dicas.Serao muito bem vindas. Acho que a tecnica realmente , quer dizer, a falta de tecnica, me deixou na mao.Dani, bendita Alice.Aguardo um pouquinho de sabedoria. Desesperadamente.Dadi, e que fico acumulando os posts amiga.Dai sai todo de uma vez. Ah, toda a ajuda e bem vinda por aqui. Vi na web que num Grand Bazar de Istanbul vendem uma maquininha que enrola tudo. Mas ate que va la…rssElvira, não creio? E mesmo? E so retiras e preparas os dolmas? Ou tens que dar um trato nas folhas antes?fiquei curiosa.Pat, acho que o arroz teria que ser cozido levemente antes pois e com arroz normal dura 45 min com o integral vai demorar quase o dobro,não?!/ Sera que alguem saberia disso?Eliana, não e a primeira vez que estamos em sintonia.vou ver os teus que tenho certeza absoluta são muito, muito mais bonitinhos que os meus pois es muito delicada.Itza, amiga, j’a compro as folhas de molho. Sera que alguem podia dar uma dica aqui?Miki, voce me parece muito jeitosa com as maos entao acho que vai tirar de letra.Ja eu sou mais desastrada. Maria Helena, já’ morri de rir com curso avancado.Pois pulei um nivel e quebrei a cara.rss

  • Anonymous

    Responder

    adoreeeeei tudo!! Aff!! vou fazer os bolinhos com certeza – e logo, o molho (amo beterraba com molho de qualquer coisa), mas não vou me matar pra enrolar os charutos (apesar de adorar comê-los)..rs.. isso é para o curso avançado! :pBeijocas!!!

  • miki w.

    Responder

    ai, valentina, tb sou fã de charutinhos de folha de uva (aliás, sou fã de comida árabe em geral :-), mas nunca me atrevi a fazê-los, receando q fosse difícil!q delícia!bjs, miki

  • Anonymous

    Responder

    Vale, na casa da minha sogra é cheio de parreiras, estas mesmas eu posso branquear e usar??? Aqui não encontro de outra forma que não seja na planta hahahaBeijocas e morri de vontade de comeeeer!

  • Eliana Scaramal

    Responder

    Valentina esta muito bonitinho os seus charutinhos, que engraçado eu fiz charutos de repolho hoje no jantar, vou até postar lá no meu blog. risos

  • patcamargo

    Responder

    Tambem adoro charutos, sera que ficam bem com arroz integral…herdei uma parreira no fundo do quintal e se alguem quiser pode passar para apanhar algumas folhas, fica no metro Belem SP, PICOLENA.

  • Elvira

    Responder

    Que delícia! As “folhas de parreira” dos restaurantes gregos de Paris! E eu que tenho tantas parreiras no meu quintal! 🙂

  • iliane

    Responder

    adoro charutinhos..e..amo fazê-los..faço sempre em casa..e..não sei porque numca fotografei….rsss…!!!mas..gosto mesmo com carne moida!!!me lembra os emprios arabes daqui de São paulo!!!aquele chero gostoso..de canela,limõa..e..bastante azeite!!!hummmm..como é bom um otimo charutinho!!estão otimos os seus…mesmo sem carne!!!!ando sem tempo de vir aqui..e..me deparei com inumeras receitas!!!que bom!!eu?ando tão devagar nesse quesito!!acho que é a correria natalina!!!rsssss..bjos…

  • Dadivosa

    Responder

    valentina do céu! estou passé!quanta coisa nova e gostosa por aqui!!! vou levar dias para saborear todos esses posts como se deve. quanto ao enrolar dos charutos, vou perguntar pra minha vogra se ela tem algum truque pra isso, tá?beijos e boa semana!

  • Daniela

    Responder

    Valentina, nunca fiz charutos mas a Alice (que trabalha na casa da minha mãe) é craque. Vou pedir para ela fazer e ficarei olhando o passo-a-passo.Ela faz uns de couve com abóbora e carne seca que são deliciosos.

  • Daniela

    Responder

    Valentina, nunca fiz charutos mas a Alice (que trabalha na casa da minha mãe) é craque. Vou pedir para ela fazer e ficarei olhando o passo-a-passo.Ela faz uns de couve com abóbora e carne seca que são deliciosos.

  • Regina

    Responder

    Nossa, fiquei uns dias sem entrar na net e vejo uma avalanche de receitas!!E todas deliciosas! Eu fiz a muito tempo atrás charutinhos de uva, mas não lembro de ter tido problemas na hora de enrolar, e agora não lembro se tinha segredo…talvez suas folhas estavam mole demais ou o arroz ficou muito soltinho sem a carne moída? Mas mesmo assim, parecem deliciosos!bjs

  • Regina

    Responder

    Nossa, fiquei uns dias sem entrar na net e vejo uma avalanche de receitas!!E todas deliciosas! Eu fiz a muito tempo atrás charutinhos de uva, mas não lembro de ter tido problemas na hora de enrolar, e agora não lembro se tinha segredo…talvez suas folhas estavam mole demais ou o arroz ficou muito soltinho sem a carne moída? Mas mesmo assim, parecem deliciosos!bjs

  • Patricia

    Responder

    Amiga, se vc não tivesse opened your heart eu jamais saberia da dificuldade em fazer os danados – eles ficaram tão bonitinhos!!Minha mãe fazia muito charuto de repolho, mas eu comia depois de levar uma chinelada de Havaiana – por causa da carne moída. risosOs seus charutos, para mim, estão perfeitos!Acho que vc estava in denial com aquela comoção toda da carne moída no post do linguine… 😀

  • Patricia

    Responder

    Amiga, se vc não tivesse opened your heart eu jamais saberia da dificuldade em fazer os danados – eles ficaram tão bonitinhos!!Minha mãe fazia muito charuto de repolho, mas eu comia depois de levar uma chinelada de Havaiana – por causa da carne moída. risosOs seus charutos, para mim, estão perfeitos!Acho que vc estava in denial com aquela comoção toda da carne moída no post do linguine… 😀

  • Ivana Arruda Leite

    Responder

    Finalmente alguém que passou pelo que passei. Fiz charutos uma vez e NUNCA MAIS. O trabalho que dá não compensa de jeito nenhum. Aliás, vou ligar agora mesmo pro Habibs e pedir para eles trazerem uma porção de charutinhos pra mim. Adoro seu blog. Um beijo, Ivana

  • Ivana Arruda Leite

    Responder

    Finalmente alguém que passou pelo que passei. Fiz charutos uma vez e NUNCA MAIS. O trabalho que dá não compensa de jeito nenhum. Aliás, vou ligar agora mesmo pro Habibs e pedir para eles trazerem uma porção de charutinhos pra mim. Adoro seu blog. Um beijo, Ivana

  • Ana

    Responder

    Valentina, eu sou igualzinha a voce, fico frustrada com as receitas (ou outra coisa qualquer da vida) e choro… o vida de mulher!Dei risada com o seu post, e apesar de vc ter tido fidiculdades, tenho q dizer q seus charutinhos ficaram otimos!Minha avo tbem fazia com repolho e eram os charutos mais deliciosos do muuuundo!Minha mae fazia e apesar de tbem muito gostosos nao ficava igual… engracado, ne?! Acho q a pratica vem mesmo com o passar dos anos! hehe!Beijos!Ana

  • Ana

    Responder

    Valentina, eu sou igualzinha a voce, fico frustrada com as receitas (ou outra coisa qualquer da vida) e choro… o vida de mulher!Dei risada com o seu post, e apesar de vc ter tido fidiculdades, tenho q dizer q seus charutinhos ficaram otimos!Minha avo tbem fazia com repolho e eram os charutos mais deliciosos do muuuundo!Minha mae fazia e apesar de tbem muito gostosos nao ficava igual… engracado, ne?! Acho q a pratica vem mesmo com o passar dos anos! hehe!Beijos!Ana

  • Silvia Arruda

    Responder

    Valentina, eu amo charuto, principalmente de repolho. Vou testar sua receita com o recheio de arroz e ervas… eu tb prefiro à carne…Bjo

  • Silvia Arruda

    Responder

    Valentina, eu amo charuto, principalmente de repolho. Vou testar sua receita com o recheio de arroz e ervas… eu tb prefiro à carne…Bjo

  • Karen

    Responder

    Que pena que não ficou como vc queria, mas acontece! Acertos e erros, né?

  • Karen

    Responder

    Que pena que não ficou como vc queria, mas acontece! Acertos e erros, né?

  • Sonia

    Responder

    Adorei!

  • Sonia

    Responder

    Adorei!

Leave a Comment