balila – homus com grão de bico esmagado, pinoli e cominho

13 Comments

O meu namoro com o livro Saha continua. O pobrezinho está cheio de papeletes amarelos marcando as receitas que quero testar. No capiítulo intitulado Mezze há várias receitas de homus ( pasta de grão de bico). Para mim o difícil é marcar qual fazer primeiro. E fiz o balila. Segundo os autores um homus rústico, muito popular nos cafés e restaurantes do oriente médio.

Esta receita é de preparo bem rápido, e a camada de pinoli, grão de bico e fatias de alho contrasta maravilhosamente com a pasta: cremosidade e crocância. Para uma aficcionada por grão de bicos este parece um amor eterno.

Ingredientes:

  • 250g de grão de bico seco
  • 2 colheres de sopa de bicarbonato de soda
  • 1 dente de alho pequeno, esmagado com uma colher de chá de sal marinho
  • ½ colher de chá de cominho em pó
  • Suco de 1 ½ limões (do amarelo)
  • 50 ml de azeite de oliva

Para decorar:

  • 50 ml de azeite de oliva
  • 2 dentes de alho cortados em fatias bem finas
  • 50g de pinoli
  • Suco de ½ limão ( do amarelo)

Preparo:

Cozinhe o grão de bico com bicarbonato de soda – forma tradicional. Não deixe que os grãos fiquem muito moles, só o suficiente para que você consiga esmagá-los com os dedos.

Reserve meia xícara de chá de grão de bico. Ponha o restante do grão de bico escorrido num processador. Acrescente o cominho, o suco de limão, a pasta de alno e o azeite de oliva. Processe até formar uma pasta tipo purê. Ponha na travessa aonde vai ser servido.

Ponha numa panela pequeno os outros 50ml de azeite de oliva ( só coloquei 40ml – confesso), o alho fatiado e o pinoli. Deixe fritar até que o alho e o pinoli fiquem dourados. Retire com uma escumadeira. Arrume estes ingredientes por cima da pasta de grão de bico e também o grão de bico reservado. Sirva com pão sírio e espremidinhas no limão para dar um toque cítrico.

13 Comments
  • vbfranca

    Responder

    Valentina, Ola

    Não conhecia esta receita, o nome Balila é arabe?
    Não é necessario Tahine?
    è um “outro” tipo de hommus?

    Sucesso

  • valentina

    Responder

    elvira querida, qual a diferenca na receita?fiquei curiosa.bjocasSonia querida, andei lendo historias dos seus passseios maravilhosos. Vou querer ver as fotos mesmo. bjocasFe, voce disse tudo. Bem simples e deliciosa.Ju, é uma culinária muito gostosa,nao?!? Qual é o teu livro?Juinha, depois conta o que voce achou. Eli, obrigada amiga. Olha, receita simples, que nao da muito trabalho.Dadi, entro pro teu clube pois tambem peco pela gula.Pat. ah, esta culpa carregarei feliz.rss rssCi, adorei a simplicidade desta receita. Fica pronta rapidinho. Ha uma outra variedade no livro que quero fazer também. Depois te conto.Cris, ficou tao bom que comi a minha quota anual de uma vez.Sou famosa por me exceder com tudo que leva grão de bico.isto me faz usa-lo nao tanto quanto gostaria.

  • Cris

    Responder

    Ficou muito chique, a Ci é mesmo doida por homus! Vira e mexe ela me diz que fez.

  • Cinara

    Responder

    Val, esta receita tem tudo para agradar ao meu paladar… Fiquei com água na boca! Homus eu faço sempre, mas isto aqui é muito chique! ;o) Bjs!

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Amiga, fiquei viciada em homus e a culpa é toda sua, ok? 😉Gostei demais desta versão com “cobertura”, vou provar logo!

  • Dadivosa

    Responder

    Que perdição! Sou capaz de comer hommus puro de colher! ;***

  • Eliana Scaramal

    Responder

    Ai Valentina que pecado isso, eu adoro grão de bico. A foto está de matar! 🙂

  • Juinha

    Responder

    É, de facto, uma receita deliciosa, rápida e fácil: mesmo como eu gosto. Quando visitei o Dubai fiquei fã de hummus, que comia todos os dias. Já tinha feito mas este é mais original, vou já experimentar este fim-de-semana!

  • Juliana

    Responder

    valentina, que delicia! sabe que eu ganhei de natal um livro de comida libanesa e tambem grudei de um jeito que nao conseguia largar? 🙂

  • fezoca

    Responder

    essa receita eh de uma simplicidade cativante! ja sou do fã clube.;-) beijao,

  • Sonia Novaes

    Responder

    Valentina,querida!saudades suas, quase não tenho aparecido,pois tenho viajado muito…rsss…Mas lá no cybercook, vc e a cinara são lembradas sempre, pelas coisa deliciosas que voces fazem, e por vc ter feito parte do cantinho durante muito tempo.Eu estou sempre fazendo chamada para os fujões…muitos já se foram, mas quando grito…todos saem da moita…rsss…Grandes beijos para voce…Amanhã vou fazer umas fotos no Restaurante árabe, que almoço por lá todos os dias e vou colocar lá no meu blog para voce ver…Sonia Novaes

  • Elvira

    Responder

    Também costumo fazer balila, mas a sua receita é bem mais sofisticada! 🙂

Leave a Comment