Arroz doce com açafrão servido com laranjas sanguíneas carameladas e Saraban

13 Comments

Lembro do primeiro livro que comprei do Greg Malouf em 2007: Saha. Fiquei tão apaixonada pelo livro que fiz várias receitas e as publiquei aqui – Makloube de frango e berinjela, barazek (um biscoito de gergelim e pistache), balila (uma pasta de grão de bico), salada de ovo e azeitona, assim como um confit de alho poró, tomates e cogumelos. Não conseguia largar o livro – quase que literalmente. E fiz muitas mais que não publiquei, pois confesso ter ficado meio com vergonha de colocar mais provas da minha fascinação com o objeto adquirido. A Keiko do lindo blog Nordljus fotografou a visita do Greg e da Lucy a Londres para o lançamento do livro. Perdi este evento. Reveja aqui – A fine spring Day. Depois de Saha quis ir atrás de outras coisas que eles tivessem publicado e comprei Arabesque e Moorish por volta da mesma época. Depois disso comprei também Turquoise. E agora adquiri o lindíssimo Saraban.

Greg e Lucy já foram casados e até hoje tem esta incrível parceria. Ele é o chef e ela a contadora de histórias. Greg é australiano de origem libanesa, baseado em Melbourne. Lucy é inglesa, e esta atualmente na França por um ano. Eles viajam juntos para fazer o trabalho de pesquisa dos seus livros, Greg cozinha e Lucy narra a jornada. E que maravilhosa contadora de histórias.Para o lançamento de Saraban eles organizaram um evento no maravilhoso Petersham Nursery, um lugar que conheço desde 2006 e pelo qual sou absolutamente apaixonada. Fui com a Leila do Delishville. A Keiko almoçou conosco, pois estava fotografando o evento. Na foto acima você vê o Greg cozinhando no Workshop do lançamento do livro e Lucy contando histórias da viagem. Poderia ouvi-la falar por hora a fios pois ela é uma destas pessoas que se expressa extremamente bem, com um vocabulário rico, que te transporta para o mundo do qual fala. O Greg é um pouco mais calado, e se concentra em cozinhar. Mostra suas interpretações da culinária do local por onde viajaram. Neste workshop eles escolheram uma refeição composta por pratos da pérsia. Enquanto cozinhava Greg nos falava sobre o modo de preparo, aonde tinha visto a receita, etc. Lucy complementava com uma narrativa gostosa.

O que Saraban tem em comum com os outros livros deles? A autoria, o fato de narrar uma jornada gastronômica, as histórias sobre a viagem deles, fotos que te transportam, e receitas que te fazem querer ir pra cozinha. Pelo menos este é o efeito que tem em mim. O que este livro tem de especial uma vez que parece ter muitos elementos semelhantes aos outros? A jornada que o inspirou. Desta vez pela Pérsia. Eles contaram que depois de escreverem sobre a culinária do Líbano, Síria, Turquia, Marroco, eles tinham que ir à Pérsia, pois algo comum durante todas as outras viagens era o fato de que vira e mexa a Pérsia era mencionada. Sua cozinha é extremanente importante e tem uma enorme influência na cultura gastronômica mundial, muitas vezes desabercepida por nós.

Poderia escrever por horas a fios sobre os livros deles e sobre Saraban em particular. Entretanto este é um livro que deve ser comprado, e apreciado. Você vai viajar com ele. Este comprei para Kindle e me arrependo, pois ele é um livro que merece ser sentido, suas fotos devem ser vistas grandes, e ele deve ficar na mesa de centro. É um livro que me inspira, que me atiça a imaginação e me faz planejar viajens para a Pérsia. Sim, é um livro mágico. Como todos os livros do Greg e da Lucy.  Escolhi esta receita porque eles nos contaram no Workshop que arroz é consumido em demasia na Pérsia. E não só na sua forma salgada. Também doce. Os ingredientes deste prato também são cativantes, e responsáveis por uma linda experiência sensorial. Você vai se deliciar com todos os sabores. Servi o meu gelado, mas pode ser servido em temperatura ambiente. Usei laranjas sanguíneas, pois era as que tinha em casa, mas você pode usar qualquer tipo de laranja.

Arroz doce com açafrão e laranjas sanguíneas carameladas

Inspirado no livro Saraban – a chef’s journey through Persia de Greg e Lucy Malouf

Ingredientes para o arroz doce:

  • 1.2 litros de leite – normal ou semi-desnatado
  • 120g açúcar refinado
  • 1 colher de sopa de raspa de laranja
  • 1 pau de canela pequeno
  • ½ bago de baunilha partido ao meio com as sementes raspadas
  • 1 colher de sopa de ‘água de açafrão’**
  • 160g de arroz de grão curto ou o arroz que você costuma usar para arroz doce
  • 200ml de creme de leite fresco  levemente batido

Ingredientes para as laranjas sanguíneas carameladas:

  • 4 laranjas pequenas, descascadas, sem sementes e cortadas em rodelas finas
  • 100g açúcar refinado
  • 100ml de suco de laranja
  • 1 colher de sopa de água de flor de laranjeira

Preparo das laranjas carameladas:

Coloque o açúcar e o suco de laranja numa panelinha e leve ao fogo baixo até que o açúcar se dissolva, mexendo a panelinha de um lado para o outro de vez em quando. Assim que começar a ferver retire do fogo, jogue a água de flor de laranjeira dentro e as fatias de laranjas. Mexa tudo delicadamente, deixe esfriar e leve à geladeira até a hora de servir o arroz.

** Ingredientes para a água de açafrão:

  • 20 pistilos de açafrão
  • 2 colheres de sopa de água recém fervida

Preparo da água de açafrão:

Coloque os pistilos de açafrão numa frigideira em fogo médio, sem nenhuma gordura na frigideira, por uns 30 segundos. Os pistilos não podem queimar. Como outras especiarias você vai sentir um certo perfume do açafrão. Transfira os pistilos para um pilão e deixe ‘descansar’por uns dois minutos antes de triturar no pilão. Jogue a água recém fervida no pilão e deixe fazer infusão por 1 hora antes de usar.

Preparo do arroz:

Coloque o leite, açúcar, raspa de laranja, pau de canela, sementes e bago de baunilha, e a água de açafrão numa panela de fundo pesado. Leve a panela ao fogo médio até chegar ao ponto de fervura, e então acrescente o arroz e mexa para incorporá-lo. Deixae ferver rapidamente por um minuto, mexendo continuamente. Assim que o minuto passar, baixe o fogo e deixe o arroz cozinhar em fogo baixo por uns 50 minutos ou até o arroz ficar cremoso e o leite ser absorvido completamente. Você não precisa mexer o tempo todo, mas fique de olho para que o arroz não grude no fundo da panela.  Você vai precisar dar uma mexida de vez em quando.  Quando o arroz ficar no ponto retire do fogo e deixe esfriar um pouco. Acrescente o creme de leite e mexa bem. Tire os pedaços de baunilha e canela da panela. Leve à geladeira e só tire na hora de servir. Sirva com rodelas da laranja caramelada e um pouco da calda.

13 Comments
  • Leila

    Responder

    Oiii Tina,

    Foi um dia muito legal! Eu ainda nao tive tempo de postar mas ja fiz a receita do peixe 3 vezes e a salada de pepino ja esta dentro das minhas saladocas de costume.

    Precisamos nos encontrar novamente.
    super beijo

  • Diulza Angelica dos Santos

    Responder

    Sabias palavras Akemi, ta dada a idéia, livros de receita c/ suas estorias maravilhosas e suas viagens com direito a fotos e tudo mais, para mim seu blog e um deleite faço quase tudo . bjs.

    • Trembom

      Diulza, vc sempre gentil. E fico feliz por te ver aqui sempre.

  • Akemi

    Responder

    Amiga, seu jeito de escrever é apaixonante e acho que é vc quem deveria escrever seus livros de receitas e estórias que tem de montes! Como sempre vc nos atiçando com sabores exóticos! Amo arroz doce e esta laranja lembro de ter tomado seu suco num restaurante italiano no Japão, mas fico aqui imaginando os dois juntos mais o toque do açafrão… só mesmo vc para nos presentear com sugestões tão originais!

    • Trembom

      Querida, o que posso dizer? Só obrigada pois fiquei vermelhinha com este carinho todo.

  • Anamaria Rossi

    Responder

    Voce sempre consegue me instigar com as receitas que escolhe para compartilhar aqui. Esta eh sensacional! Vou testar e te conto.
    Gracias, fuefa.
    Ana.

    • Trembom

      Anamaria fofa, voce aqui me deixa feliz. Fez?

  • Luciana Betenson

    Responder

    Que post delicioso de ler… livros legais, evento bacana, história interessante e receita gostosa. Amei 🙂

    • Trembom

      Lu, fiquei imensamente feliz de que tenhas gostado da leitura.

  • Fabiola

    Responder

    Oi, nao conhecia seu blog, AMEI!!!!
    Adorei as receitas e principalmente Paris…como nao amar Paris?! hehehe
    Se tiver interesse entra no meu blog pra dar um olhada, tem umas receitas diferentes e dicas de Londres! Outra cidade maravilhosa!! hehe!
    http://www.taxiingles.blogspot.com
    bjos

    • Trembom

      Oi Fabiola, que legal a tua visita. Vi que voce é poderosa. morei em Londres por uns 15 anos e agora mora ao sul de Londres. Vou ver teu blog sim.Já passei la’rapidinho mas voltarei com mais tempo.

  • Marmita

    Responder

    Que bonita partinha.. muito bom, adorei tudinho! beijos da MArmita

    • Trembom

      Oi marmita querida, obrigada. Se tiveres oportunidade de uma folheada nos livros do Greg.E me conta depois é claro.

Leave a Comment