Amora, framboesas, groselhas e um bolinho

6 Comments

Nesta época do ano têm muitas frutinhas vermelhas – ou será que são chamadas ‘da floresta’? Elas tem que ser consumidas rapidamente – a não ser groselhas que são mais duradouras. E eu compro muitas mesmo apesar de não serem muito baratas. Afinal é a estação delas e confesso ficar que nem criança esperando a cada mês qual entrará na estação. Só que normalmente tenho tantas em casa que além de comer tenho que achar várias formas de uso. Em saladas salgadas ou de fruta, em bolos, em caldas, em sucos. São lindas, alegram qualquer parada das quais façam parte.  E estes bolinhos em que elas vão por cima e não dentro da massa me pareceram uma ótima empreitada para o sábado. E as fiz para comer a tarde assistindo a jogos das olimpíadas. A receita original é um bolo inteiro, forma de 22cm. Mudei para pequenos bolinhos, e também fiz as seguintes mudanças/adaptações: fiz metade da receita; ao invés de usar só farinha normal acrescentei um pouco de semolina para dar uma mudança na textura, ao invês de leite usei iogurte; ao invés de usar somente amoras usei as frutinhas que tinha em casa. Além disso não especifico a quantidade de frutinhas, pois fiz no olho. E a quantidade de açúcar na calda está meio no olho. Usei bem menos do que na receita original por achar que não necessitava de tanto açúcar. Em parêntes vocês podem ver as quantidades originais.

E falando nas Olimpíadas comecei muito apreensiva, pois trabalho em Londres a quatro estações do Parque Olímpico. Para muitos de nós o aumento no número de passageiros no metrô será um inferno. Nós que não estaremos de férias e sim cumprindo horários passamos muitos meses falando em como este período Olímpico vai fazer nossas vidas mais difíceis. Em muitas empresas eles estão dando apoio para que as pessoas trabalhem de casa neste período. Mas à medida que o início dos jogos se aproximou e Londres começou a apresentar toda a roupagem para o evento – os sinais rosa nas estações de metrô, os pôsteres referentes aos jogos, as argolas Olímpicas em Tower Bridge, a partir deste momento fui deixando as preocupações para trás, e comecei a ficar muito animada. Sempre gostei de assistir a jogos Olímpicos. Acho que as Olimpíadas das quais mais me lembro foram as em que Nadia Comaneci e Olga Korburt participavam. Eu era apaixonada por ginástica Olímpica. Enfim, espero que vocês estejam curtindo. O Brasil ganhou duas medalhas ontem no judô, o assisti (na TV) o vôlei de praia há pouco, e estou aqui ansiosa pelos próximos resultados. Consegui tíquetes para basquetebol masculino amanhã – infelizmente o Brasil não estará jogando. Sábado dia 4 vou assistir vôlei de quadra. Será ótimo ter oportunidade de vivenciar de perto está atmosfera de olimpíada. Bom domingo!

Bolo de amêndoas e fruta vermelhas

quase esqueço de dizer que está receita é inspirada em uma receita do John Terode, um chef australiano que vive em Londres

Rendimento 8 forminha de muffin

Ingredientes:

  • Um pouco de manteiga derretida para untar as formas
  • 100 g (200 g) manteiga em temperatura ambiente
  • 100 g (300 g –> 100g da receita original era para a calda e eu deixei a quantidade da calda separada) açúcar granulado
  • 2 (4) ovos
  • 70 g ( 200 g)  farinha de trigo
  • 30 g semolina *
  • ¾  (1 1/2 )colher de chá de fermento para bolo
  • 1 (2) colher de sopa cheia de iogurte **
  •  Frutas vermelhas – framboesas, groselha, amoras (receita original pedia 450g)

*acho que fubá também deve ficar bacana

**usei do tipo Grego que tem um teor de gordura mais alto do que os outros iogurtes, tem  mais proteínas que carboidratos ( ele contem duas vezes a quantidade de proteínas e ½ do carboidrato de um iogurte ‘normal’

Preparo:

Unte as forminhas generosamente com manteiga derretida e leve à geladeira para endurecer.

Pré-aqueça o forno – 180oC. Bata a manteiga e açúcar até que a mistura fique clara e cremosa. Acrescente os ovos um por um e depois a mistura farinha e fermento mais o iogurte. A partir daí misture pra ficar com uma massa homogênea.

Retire as forminhas da geladeira, forre o fundo com frutinhas da sua preferência e depois coloque a massa por cima. Só encha até ¾ da forma. Asse por uns 25 minutos e faça o teste do palito antes de retirar do forno. Retire do forno e deixe esfriar bem antes de retirar da forma, pois caso contrário você periga perder o topo dos bolinhos. Enquanto os bolinhos esfriam faça a calda. Na minha preferi usar amoras e groselhas.

Calda

Ingredientes:

  • Frutinhas da sua preferência
  • Açúcar
  • Um pouquito de água
  • Um pouco de extrato de baunilha

Preparo:

Ponha tudo em uma panelinha e leve ao ponto de fervura. Assim que ferver baixe o fogo e deixe cozinhar até atingir uma consistência um pouco mais grossa. Retire do fogo e deixe esfriar. Regue os bolinhos ao servir.

6 Comments
  • chris

    Responder

    oi valentina, desculpe, mas acho que o bolo eh de amendoas mas nao vai amendoas nos ingredientes, olhei esta receita e me inspirou ….mas vc poderia so confirmar para mim!!!pois esses bolinhos estao apetitosos!!!!
    obrigada chris

    • Trembom

      Oi Chris, obrigada pelo toque. Falha minha na hora de colocar o título do post. Este bolinho não é de amêndoas. Já arrumei o título e te mandei um email também. Espero que vc faça pois é muito gostosinho.

  • Romy

    Responder

    Valentina… deve ser mesmo uma grande experiencia vivenciar todos os passos das olimpiadas 🙂
    Londres deve estar em fervorosa com tanta gente… é um evento bem especial pois cativa à paz e isso faz toda a diferença.

    Quanto à receita amei pois também sou grande apreciadora de frutos vermelhos 🙂

    Bjs e bom domingo***

    • Trembom

      Romy, Londres está fervilhando. e através do país todo se esta curtindo esta atmorfera. Quanto aos bolinhos, são realmente muuito gostosinhos. Já comi uns dois. Tive que dar o resto para os vizinhos.

  • Luisa Alexandra

    Responder

    Pelo aspecto só pode ser uma delícia, que cor linda!

    • Trembom

      Luisa, bonito o visual, não é?! Também gosto muito. A gente já começa degustando com os olhos.

Leave a Comment