Bolo de pêssego e framboesas

19 Comments

Neste fim de semana que passou participei de uma conferencia de blogs. Um dos assuntos dos quais se falou muito foi da questão de títulos de post e como devem ser construídos de forma que sejam títulos que os search engines identifiquem facilmente. Coincidentemente estava construindo o ‘; índice de receitas. E este exercício mudou completamente apos a palestra, pois me deparei com tantos títulos de posts do trem bom que não passam nesta avaliação Quem faz uma busca para ‘ o franguinho mais gostoso do mundo’. Ninguém. E provavelmente nem eu mesma. Títulos de posts devem ser objetivos, práticos. Fazendo esta reflexão fui aos poucos dando uma arrumadinha nos títulos com os quais me deparei desde o dia da palestra. E vou procurar manter esta objetividade daqui para frente.  E os detalhes mais ‘personalizados’ do meu post vou deixar para a narrativa.

E neste espírito lhes digo que estes ‘bolinhos’ são a coisa mais gostosa do mundo. Ficam bem úmidos, e duram uns três dias apos preparados se forem mantidos numa lata bem fechada. Para que isso ocorra só coloque a calda e as framboesas frescas na hora de servir. Um dos grandes sucessos desta massa e a utilização de coalhada/iogurte natural. A fonte de inspiração foi o Ottolenghi. A minha amiga K. jura que já comeu destes lá na loja da Ledbury Road em Notting Hill. Não lembro se já o provei, porem como a K. mora quase ao lado do Ottolenghi Notting Hill e o frequenta mais de uma vez por semana, e bem provável.

Vamos falar dos pêssegos que vão na massa. Só faca esta receita se os pêssegos estiverem bem docinhos. Caso contrário é melhor nem colocá-los, e não deixe de colocar as framboesas – pensando nisso, morangos talvez caiam bem. Um truque para untar as forminhas e colocá-las na geladeira assim que você entrar na cozinha para fazer o bolo. Quando a manteiga estiver derretida, retire as forminhas da geladeira, pincele-as com a manteiga e retorne a geladeira ate a hora de colocar a mistura nelas. Isto facilitara na hora de desenformar e os bolinhos crescerão bem. O Ottolenghi recomenda a técnica, e quando lhe perguntei porque foi que me deu a explicação. No mais ‘e só tratar a massa com delicadeza, e não a mexer muito para que não fique pesada. Aquelas coisas normais de preparo de bolo.

Se você tiver forminhas individuais, use-as, Ficam super charmosas e farão um simples cafezinho virar um evento especial.

Ingredientes:

  • 180g manteiga mais um pouco de manteiga derretida para untar as formas
  • 160g açúcar
  • 2 ovos
  • 260g farinha de trigo
  • 1 colher chá de fermento
  • ½ colher chá de bicarbonato de sódio
  • ¼ colher de chá de sal
  • 1 colher chá extrato de baunilha
  • 170ml coalhada/iogurte natural sem açúcar
  • 1  ½ pêssego grande picadinho
  • 12-16 framboesas frescas
  • 6 -8 forminhas

Ingredientes para a calda:

  • 250g framboesas
  • 100ml água
  • 170g geléia de damascos

Preparo:

Pre-aqueça o forno – 170oC.

Ponha a farinha de trigo, fermento e bicarbonato numa tigela e misture com um fouet para arear – ou peneire a mistura. Reserve. Bata a manteiga e o açúcar por uns 3 minutos, até atingir uma mistura clara e cremosa. Acrescente os ovos aos poucos e bata bem após cada adição para que eles fiquem bem incorporados. Acrescente alternadamente a farinha de trigo e coalhada após cada adição – não bata a mistura. A massa pode parecer um pouco grossa, mas não se preocupe. Por fim acrescente os pêssegos e misture delicadamente.  Retire as forminhas da geladeira e encha cada uma até 3/4 – você pode usar um saco de confeiteiro para isso. Coloque 2 framboesas em cada forminha. Asse por 25/30 minutos. Recomendo fazer o teste do palito aos 25 minutos.

Preparo da calda:

Coloque tudo numa panelinha e leve ao fogo médio/baixo. Mexa até o açúcar dissolver e as framboesas ficarem sem forma. Baixe o fogo e deixe ai por uns 5 minutos. Retire do fogo, coe e reserve.

Quando o bolo estiver pronto para ser servido, regue com a calda e decore com morangos frescos.

19 Comments
  • Odete

    Responder

    Querida Valentina, adorei seu recadinho no meu niver, obrigada!
    Sempre estou aprendendo contigo que ja esta na estrada dos blogs ha mais tempo…melhor mesmo atentar para o titulo.
    Comprei hoje muitas franboesas (otimo preco e procedencia), ja vou botar essa receita em pratica por aqui.

    Estou amando as lindas fotos dos lugares por onde andas.

    Beijos

  • Simone Izumi

    Responder

    Eu me divertia criando títulos fofos e meigos (o meu preferido é o bolo do pai…hahahaha) até o dia que o vh-san me deu um toque! 😀
    Em relação à receita, o que dizer?
    Estás chegando a perfeição, cara amiga.

    Um super bjo,
    Si
    obs.: buáááá…não conhecerei Notting Hill desta vez!:(

  • Déia

    Responder

    Valentina, que chamego sua visitinha!
    Fiquei muito feliz!
    Um grande beijo!
    Déia

  • Kerrin @ MyKugelhopf

    Responder

    Wow, this looks phenomenal ! i’ll need google translate to help me a bit here, but i understood one thing – i want to make this raspberry cake !! 🙂 your photos made me remember my first post about london – check it out, we were at the very same spots in notting hill…
    http://mykugelhopf.ch/2010/01/ottolenghi-meringues/

  • Ana

    Responder

    Uau, que delicia devem ser os bolinhos Valentina, e q fotos mais lindas q vc tirou deles, adorei!
    Pessego combina super bem com raspberries, adoro os dois juntos. Com blueberries os pessegos tbem ficam uma delicia, adoro em crumbles e afins!
    Beijos!
    Ana

  • Carlinhos de lima

    Responder

    Gostei dessas dicas sobre os títulos. Vou me dedicar mais a isto.

    Obrigado pela visita.

  • Akemi

    Responder

    Este encontro sobre blogs deve ter sido bem proveitoso, amiga! Adorei a dica sobre títulos das postagens, vou prestar mais atenção a isso! E estas fotos??? Que lugar lindo é esse, Val? Fiquei a babar olhando a foto dos bolinhos, que maldade conosco! Bjss querida

  • Carol Pimentel

    Responder

    Eu quando ia escrever meus posts ficavam achando que os meus títulos eram sem graça [porque escrevia exatamente o nome da receita], em comparação com o que via em blogs mais experientes. Confesso que sua dica causou-me um certo alívio.
    Sobre a receita. Massa deliciosa. Adorei a combinação. Ficaram lindos.
    Nada como ter a fonte de criatividade perto de casa… Um lugar chamado Nothing Hill.
    Fantástico.
    Beijos

  • Ameixinha

    Responder

    Por acaso sempre achei que os títulos do post devem ser os nomes das receitas, precisamente porque é mais fácil de encontrar através da pesquisa. Uma coisa que tenho reparado é que a maioria dos blogs de língua inglesa, muito raramente usam o nome da receita nos títulos das postagens e isso complica mais a busca. Mas até acho piada a alguns títulos que remetem para a receita 🙂 Estes bolinhos têm um aspecto fabuloso, imagino que devam ficar surpreendentes!

  • Lia

    Responder

    Fantástica receita e apresentação divinal!!
    Beijinhos,
    Lia.

  • Sarah, Maison Cupcake

    Responder

    Hi Valentina, great to meet you last week at FBC even if we didn’t manage to talk much. My spanish is pretty non-existent but I am loving your photos here. Portobello is so atmospheric, I miss living over that side of London.

  • Renata

    Responder

    Tina, as fotos estão realmente estonteantes.. E a combinação do pêssego e das framboesas parece perfeita também!

    Beijos!

  • Déia

    Responder

    Olá Valentina,
    seu blog é um primor de receitas deliciosas e imagens encantadoras…
    Conheci o Trem Bom há pouco tempo, ams estou a degustar sempre que posso! É tudo uma delícia, parabéns!
    Quando puder, faça uma visitinha ao meu recém-criado blog para nos conhecer melhor!
    Grande beijo
    Déia

  • Verena

    Responder

    Tina, muitas vezes me pego a pensar várias vezes em títulos dos posts…não dá para querer inventar muito, senão fica um samba do crioulo doido… Vou ser mais objetiva também, valeu a dica!
    Agora, vamos combinar…esses bolinhos estão um doce! Amei as forminhas e as framboesas deram o toque!
    Adorei! E as fotos estão de dar aquela vontade de pular no avião imediatamente!
    Beijos e ótimo final final de semana.

  • Claudia Lima

    Responder

    Concordo plenamente sobre a questão dos títulos, mas a gente vê de tudo mesmo.
    Também adoro bolinhos individuais. Tem um charme todo especial.
    Aqui os pêssegos estão aparecendo. As frutas são a melhor parte do verão.
    Bjs 🙂

  • Fer Guimaraes Rosa

    Responder

    Valentina, que post lindo, com fotos da Portobello Road–tão simpática e peculiar. Nem me fala em títulos bizarros, pois eu tenho trocentos deles. Mas acho que se você colocar o nome correto da receita no corpo da receita, os search engines catam as palavras certas. Eu passei uns dias categorizando parte das receitas do CS, que estavam sem categoria e finalmente decidi disponibiliza-las. Descobri nesse processo que meu blog é um samba do crioulo doido! Nem preciso dizer que adorei seus bolinhos, pois tudo com fruta chama imediatamente a minha atenção. super beijo e enjoy your weekend!

  • Marly

    Responder

    Esses vão para o topo da minha ‘to do list’. O aspecto é encantador e as palavras ‘são a coisa mais gostosa do mundo me convenceram totalmente. A questão agora é esperar os pêssegos, rsrs.

    Beijinho e bom fim de semana

  • valentinajacome

    Responder

    Amiga , já os fiz 2 vezes. total success every time. vc tem que fazer tambem. e sei que vc tem a forminha pois compramos juntas aqui no uk. la em notting hill.

  • Patricia Scarpin

    Responder

    Tina, estou encantada com estes bolinhos desde o dia em que me contou deles – e as cores? Tão vibrantes! Adoro pêssegos e framboesas e já os comi juntos num crumble – combinam lindamente. Vou querer provar esta receita quando estivermos na época dos pêssegos. Hum!

Leave a Comment